GAMES

Universidade Brasil forma equipe de LOL em Fernandópolis

Universidade Brasil forma equipe de LOL em Fernandópolis

Oito alunos se dedicam ao jogo que é um dos mais populares dos eSports em todo o mundo e que possui várias competições universitárias

Oito alunos se dedicam ao jogo que é um dos mais populares dos eSports em todo o mundo e que possui várias competições universitárias

Publicada há 2 meses

Um grupo de alunos da Universidade Brasil tem se destacado em um dos games mais populares do mundo, o LOL. O League Of Legends é um jogo de computador online onde duas equipes de cinco pessoas se enfrentam (5vs5) com o objetivo de destruir a base do adversário.

O jogo é um dos com maior número de adeptos no mundo dos eSports e aquele com o maior número de comunidades em todo o planeta. O cenário competitivo de jogos online (incluindo LOL) tem crescido muito nos últimos anos, inúmeras equipes de profissionais disputam torneios no Brasil e no mundo, inclusive com mundiais de LOL anuais.

A paixão pelo jogo e a vontade de competir uniu oito alunos do Campus Fernandópolis, que montaram uma equipe e estão firmes nos treinos. Gabriel Abreu, estudante do terceiro semestre de Medicina; José Antonio Marquioli Jr., do sétimo semestre de Direito; Ítalo Calanca, do quinto semestre de Direito; Matheus Albertini, do sétimo semestre de Direito; Gabriel Horevicht, do quarto semestre de Medicina; Itair Matias Mota, do segundo semestre de Direito; Atemilde Saito, do terceiro semestre de Medicina Veterinária; e Mathes Gomes Sano, do sétimo semestre de Direito, formam a equipe UnibFear.

Eles contam que a dedicação é cada vez maior e que os treinos, além de online, também são feitos presencialmente, uma vez por semana. Apesar do tempo para os estudos, eles não deixam de treinar um dia se quer. Isto já vem dado bons resultados, com a chegada às semifinais das últimas duas competições disputadas. Agora, com o apoio da Universidade, eles esperam chegar no topo nas principais ligas universitárias do país.

COMPETIÇÕES

Gabriel Abreu diz que, com o cenário competitivo profissional crescendo, a Riot Games (empresa que é dona do LOL) abriu vários programas de suporte para a criação de times e torneios universitários ao redor do mundo, incluindo o Brasil. “Foi então que eu resolvi montar um time de League Of Legends universitário e com a aprovação do coordenador do campus, Amauri Piratininga, demos início ao time da Universidade Brasil”, relata o aluno.

Ele destaca que há inúmeros torneios amadores e universitários em todo o país, online e presencial. Os maiores torneios universitários são o TUES e o LUES, extremamente disputados, com classificatórias online e com as finais presenciais. “Nosso objetivo em 2019 é passar pelas classificatórias e chegar à etapa presencial. Há também torneios menores, como uma copa organizada pela Uni9, no final de janeiro, no qual ficamos em sexto lugar”, conta Gabriel.

Os competidores contam que existem centenas de jogadores de LOL na universidade, o que motiva a equipe ainda mais a galgar colocações melhores.

últimas