4 DENÚNCIAS

Câmara Municipal aprova abertura de Comissão Processante contra prefeito

Câmara Municipal aprova abertura de Comissão Processante contra prefeito

Uma das denúncias envolve falsificação de documento

Uma das denúncias envolve falsificação de documento

Publicada há 5 dias

Sessão aconteceu na noite da última quarta-feira

Da Redação 

A Câmara Municipal de Turmalina, município localizado a 57 quilômetros de Fernandópolis, aprovou, na noite da última quarta-feira, 10, a abertura de uma Comissão Processante contra o prefeito Alex Ribeiro.

Na oportunidade, foram apresentadas quatro denúncias contra a atual administração municipal. Uma delas envolve falsificação de documento e outras desvios de veículos do setor da Saúde Pública para outras finalidades.

Além dessas, corre no Legislativo uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) destinada a apurar eventuais irregularidades na realização da Feira da Madrugada, ocorrida em outubro do ano passado, na quadra da escola municipal Carmita Moreira de Aguiar Pavarini.

Votação

Segundo apurou a reportagem de O Extra.net, os vereadores Antenor Alves Pereira (Lero), Aparecido de Souza Viana (Tutão), Jackson Pereira de Oliveira (Maninho), Moises Reliquías da Silva, Valdecir Guimarães (Pelé) e Selma Marta Pinheiro, presidente da Câmara Municipal, votaram a favor da abertura da CP. De acordo com o regimento interno, quando a votação exige maioria qualificada (2/3 dos vereadores), a presidente também vota. 

Os vereadores contrários à abertura da Comissão Processante foram: Diomar Fernandes Bessa (Cará) e José Valdecir Andreoli (Bita). A abstenção ficou por conta do vereador Luis Fernando Marin.  

Eleição da CP 

Ainda durante a sessão de quarta-feira, foi realizada, por meio de sorteio, a eleição da Comissão Processante. Os vereadores Luis Fernando Marin, Diomar Fernandes Bessa e José Valdecir Andreoli, bancada MDB, optaram pela não participação na CP. Aparecido de Souza Viana, bancada PSDB/PSD, também optou pela não participação enquanto Antenor Alves Pereira, bancada PSDB/PSD, aceitou fazer parte da Comissão. Já pela bancada PDT, Valdecir Guimarães também optou pela não participação na CP enquanto Jackson Pereira de Oliveira e Moises Reliquías da Silva aceitaram fazer parte da Comissão.

Desta forma, Jackson Pereira de Oliveira, que já é presidente da CEI, foi definido também como presidente da Comissão Processante enquanto Moises Reliquías da Silva e Antenor Alves Pereira foram definidos como relator e membro da CP, respectivamente.

últimas