ENTRELINHAS

A água que consumimos aqui, na Europa é imprópria para humanos

A água que consumimos aqui, na Europa é imprópria para humanos

Por Beto Iquegami

Por Beto Iquegami

Publicada há 2 meses

Uma matéria especial que certamente provocará profundas reflexões nos consumidores da rede pública de abastecimento de água, não só de Fernandópolis, como de toda a região. Utilizando-se de dados oficiais, extraídos do Ministério da Saúde, através do Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano-Sisagua, chegamos a uma constatação óbvia: a água que cá bebemos não é considerada própria para o consumo humano, segundo os padrões da União Europeia. Calma! Assustem-se sim! Lá, com exceção da fornecida em Santa Fé do Sul, todas as demais seriam impróprias, mas, como estamos no Brasil... Expliquemos. No país, o índice de contaminação por agrotóxicos somente é considerado impróprio a partir do momento em que a monitoração encontra mais de 0,5 microgramas em cada litro de água por cada contaminante. Na Europa a medida é a mesma, porém, somando-se todos contaminantes. Eitâ legislação nacional mais uma vez! 

A de Fernandópolis tem 27 agrotóxicos;  11 associados a doenças como o câncer...

Tornando mais inteligível a assertiva, por aqui é permitido pela legislação e considerada a água como “potável” mesmo que somando todos os limites permitidos para cada um dos agrotóxicos monitorados, a mistura de substâncias chegasse a 1.353 microgramas por litro. O valor equivale a 2.706 vezes o limite europeu. Então, esclarecendo novamente. A companhia responsável pelo abastecimento na região opera absolutamente dentro dos limites legais. Daqui, é claro. Não de países desenvolvidos. E as consequências para os consumidores podem ser graves. Especialistas arrolam a possibilidade de surgimento de doenças crônicas, tais como o câncer, malformação fetal, disfunções hormonais e reprodutivas. Mas a situação, sem querermos ser alarmistas, é ainda pior. Do total de 27 pesticidas na água dos brasileiros, 21 estão proibidos na União Europeia devido aos riscos que oferecem à saúde e ao meio ambiente. Nosso estado é o mais afetado. Dos 645 municípios paulistas, em 500 foram encontrados 27 agrotóxicos. E tem mais! A contaminação da água está aumentando a passos largos. Em 2014, 75% dos testes detectaram agrotóxicos. Subiu para 84% em 2015 e foi para 88% em 2016, chegando a 92% em 2017. Vai ficar difícil encontrar água sem agrotóxico! Confira a matéria nas páginas deste Caderno. Confira a matéria clicando aqui: http://www.oextra.net/15072/agua-da-regiao-esta-contaminada-por-ate-27-agrotoxicos-na-europa-seria-proibida-para-consumo-humano

Projeto de Jacob é “copiado”. Agora Rio Preto proíbe canudinhos de plástico

Ele chegou até mesmo a ser ridicularizado ao apresentar o projeto de lei que proíbe o fornecimento, no comércio fernandopolense, de canudinhos de plásticos aos consumidores. Certo é que o projeto foi aprovado, virou lei e, decorrido pouco mais de sete meses, eis que o Legislativo da maior - e mais influente - cidade da região também instituiu vedação similar. Canudos de Plásticos estão proibidos A diferença é que lá o projeto foi aprovado por unanimidade. Por aqui teve três votos contrários. Afinal, onde estava a razão?

Rodoviária: contra tempo

Operários que estão laborando na obra do novo terminal rodoviário fernandopolense estão correndo contra o tempo na tentativa de inaugurá-la no dia de aniversário do município, 22 de maio. Pelo estágio atual do empreendimento, a missão parece ser das mais árduas, mas não impossível. Se der certo, será a “cerejinha” do Calendário Oficial de comemorações.

E por falar nisso...

O Calendário Oficial do mês é dos mais aguardados. Com a Expo privatizada e, por conseguinte, descaracterizada como a enorme festa popular de outrora, o governo Pessuto luta para incluir uma pauta digna das tradições de Fernandópolis. Lembrando que sua antecessora sofreu várias críticas anteriormente por arrolar eventos secundários e parcas inaugurações.

Comércio local teme perder movimento


 Não há dúvidas de que a inauguração do empreendimento é de imenso simbolismo e, junto com a operação comercial regular no aeroporto, erigirá Votuporanga a novo patamar, mas, junto, prospera enorme clima de receio dentre o empresariado de menor porte (a imensa maioria). A dúvida é quanto aos faturamentos mensais em seus comércios. Temem que caiam vertiginosamente com a migração de seus tradicionais consumidores para a gigante varejista. No outro lado, lideranças políticas tenta provar que, ao contrário do receio, seus números poderão até aumentar, com a vinda de consumidores da região. Na dúvida, melhor aguardar os primeiros balancetes pós-Havan. Se tivéssemos que apostar, certamente colocaríamos as fichas na primeira opção: irá cair! A questão é dimensionar o quanto.

Pesquisas: a hora e a vez dos cidadãos de Ouroeste e Estrela

Como a população dos dois municípios da região está avaliando os governos Executivo e Legislativo? Qual a nota que dão para os mais diversos setores que compõem a administração pública e como veem uma possível recandidatura de Livia Oliveira e Barão Lopes? Estes e outros dados estão disponíveis nas páginas deste Caderno, resultantes de pesquisas realizadas em ambos os municípios. Na edição de sábado, 18, divulgaremos a opinião dos eleitores de Fernandópolis e Valentim Gentil.

Pegou mal: avalanche de críticas


O que era para ser motivos de comemorações e elogios, afinal, 46 membros da equipe de varrição de ruas ganharam novos kits para os trabalhos, acabou resultando numa avalanche de críticas. E o motivo alegado nas redes sociais e em mensagens a este diário, que publicou a matéria na quinta, 03, é uníssono: consideraram a exposição da imagem feita pela Prefeitura, sobretudo da lixeira, como, no mínimo, desnecessária. Lembrando que a palavra “desnecessária” é uma das poucas que dá para publicar. Outras eram bem piores.


Rodrigo no Estado, Doria na União


Ainda é cedo, diria Renato Russo, mas quem se precipitou foram os próprios políticos do DEM presentes na convenção do último domingo, 28, que homologou o vice-governador como presidente do partido no estado. Presentes ao evento afirmaram ter sido pública a intenção dos dirigentes de tentar erigir Doria para o governo federal e Rodrigo para o estadual em 2022. Outro burburinho é a respeito de um estudo sobre uma possível fusão entre o PSDB e o DEM. Preparativos para o noivado tiveram início. Será?


TSE multa internauta: R$ 5 mil


Lembram-se daquele internauta que, na disputa eleitoral passada, publicou em rede social, críticas ao deputado Fausto Pinato? Pois o Tribunal Superior Eleitoral-TSE sentenciou R.R.O.P. ao pagamento de multa equivalente a R$ 5 mil. O fundamento do qual proveio a condenação não foram as críticas apresentadas. Tais foram incluídas como liberdade de expressão, mas sim a reiteração para que internautas não votassem em Pinato, que foram consideradas propaganda eleitoral negativa antecipada.

últimas