NA FEIRA LIVRE

Suplente protocola abaixo-assinado na Prefeitura para volta de show da viola

Suplente protocola abaixo-assinado na Prefeitura para volta de show da viola

Artista está impossibilitado de fazer show porque vizinho da feira livre está incomodado com o barulho

Artista está impossibilitado de fazer show porque vizinho da feira livre está incomodado com o barulho

Publicada há 3 meses

Por Breno Guarnieri 

Na tarde de segunda-feira, 13, o suplente de vereador Julinho Barbeiro (PTB) entregou, na sede da Prefeitura de Fernandópolis, um abaixo-assinado para o prefeito André Pessuto, na intenção de que o show da viola, de Geraldo Rico, volte, aos domingos, à feira livre.

Segundo apurou a reportagem, Geraldo Rico e seus “parceiros de viola” não tocaram no último domingo, 12, na feira livre, por causa de um abaixo-assinado, realizado por um vizinho que mora ao lado do local. O morador está incomodado com o barulho do show, iniciado, na maioria das vezes, por volta das 7h30. O referido abaixo-assinado tem cerca de 150 assinaturas, fato que ocasionou o impedimento de Geraldo Rico e seus “parceiros de viola” de tocarem.

A ideia do suplente de vereador, com o abaixo-assinado, é reverter a situação e fazer com o que Geraldo Rico volte a tocar na feira. “O meu objetivo é que seja revista a notificação (impedimento). Eu salientei, no abaixo-assinado, que o show começará uma hora mais tarde, ou seja, por volta das 8h30. Fernandópolis tem tradição histórica e cultural cultivada na década de 60. As rodas de viola, hoje, fomentam a música caipira, contribuindo para desenvolvimento social, celebrando a riqueza e a importância da diversidade”, destacou.

Ainda de acordo com Julinho Barbeiro, também foi ressaltado no abaixo-assinado, que tem mais de mil assinaturas, na maioria, de comerciantes das imediações do Mercadão, e de feirantes, a importância da atividade cultural que por meio do Plano Diretor do município (Lei nº 51 de 23 de outubro de 2006), em seu artigo 74, afirma que o Poder Público deve promover o fomento de eventos e atividades culturais. “A expectativa é de que minha solicitação seja analisada mediante o que couber ao Poder Público”, finalizou.     

Abaixo-assinado foi protocolado por Julinho Barbeiro, suplente de vereador na Câmara Municipal



últimas