NA REGIÃO

Polícia faz operação para combater venda de motos furtadas

Polícia faz operação para combater venda de motos furtadas

Em janeiro, foram 50 furtos e, no mês passado, foram 121

Em janeiro, foram 50 furtos e, no mês passado, foram 121

Publicada há 4 semanas


Da Redação

Nesta segunda-feira, 20, a Polícia Militar fez uma operação para combater o furto de motos, em São José do Rio Preto. Esses veículos estariam sendo vendidos ou então desmontados e as peças revendidas, como se fossem de motos de leilão.

A operação foi feita depois de a polícia constatar que houve um aumento no furto de motos neste ano, com 364 ocorrências registradas em quatro meses. Em janeiro, foram 50 furtos e, no mês passado, foram 121 furtos.

A investigação apontou que as motos são vendidas pela internet e oficinas como se fossem motos de leilão. Em uma oficina na zona norte, a polícia encontrou oito motos furtadas. O dono da oficina foi detido e levado para a Central de Flagrantes.

Segundo a PM, os veículos de leilão têm mascarado as motos furtadas e roubadas, porque os infratores suprimem os sinais identificadores dos veículos furtados e roubados e durante abordagem policial, alegam que se trata de moto de leilão.

As motos compradas em leilão não podem ser usadas nas ruas. Quem compra uma moto em leilão tem um prazo para desmontar as peças para a revenda.

“Constatamos que as motos estão sendo vendidas e os infratores suprimem o chassi, colocam placa artesanal e colocam na rede social para vender com valor bem aquém do mercado, e são furtadas”, afirma o capitão da Polícia Militar José Thomaz Costa Júnior.

últimas