FISCALIZAÇÃO

Tribunal de Contas realiza vistoria-surpresa em 300 hospitais, UBS, UPA's e Prontos-Socorros no Estado

Tribunal de Contas realiza vistoria-surpresa em 300 hospitais, UBS, UPA's e Prontos-Socorros no Estado

Fiscalização ordenada vistoria condições dos estabelecimentos e serviços oferecidos pelo Estado e municípios à população em 229 cidades do interior, litoral e capital

Fiscalização ordenada vistoria condições dos estabelecimentos e serviços oferecidos pelo Estado e municípios à população em 229 cidades do interior, litoral e capital

Publicada há 3 meses

25/06/2019 – SÃO PAULO – O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) está realizando, neste momento, uma fiscalização em 300 unidades de saúde localizadas no interior, no litoral e na Capital do Estado. O objetivo é verificar as condições dos serviços oferecidos à população nos Hospitais Municipais, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) e nos Prontos-Socorros no território paulista.

A ação, com início às 8h00 desta terça-feira (25/6), está sendo feita de forma concomitante e realizada em campo por 303 agentes da fiscalização da Corte paulista. Os trabalhos poderão ser acompanhados ‘em tempo real’ por meio de uma central de monitoramento pelo link http://streaming.tce.sp.gov.br/dashboard/.

UPA Rio Grande da Serra: Material para uso dos pacientes armazenado em área em obra com muita poeira. Foto: TCE-SP

Durante a fiscalização, os agentes do TCE irão checar ‘in loco’ a situação dos almoxarifados e estoques de medicamentos, das condições dos aparelhos, equipamentos e salas, da presença efetiva de médicos e servidores, dos itens de segurança, da atuação de empresas terceirizadas ou administradas por Organizações Sociais de Saúde (OSS’s), da qualidade do atendimento e do grau de satisfação dos usuários.

No total, dos 300 órgãos que serão vistoriados, 29 são administrados pelo Estado – Secretaria de Estado/Coordenadorias de Saúde – e 271 de responsabilidade dos municípios. Passarão pela fiscalização, além dos hospitais, UBS’s e UPA’s, os órgãos administrados por meio de Fundações, Institutos, Associações e Consórcios.

Ao final da operação, prevista para acontecer em 7 (sete) horas, consolidadas as informações, o Tribunal de Contas divulgará um relatório de atividades parcial, com informações de interesse público, no qual trará dados, fotos, vídeos e situações de irregularidades que forem detectadas ao longo do dia.

Clique para acessar em tempo real a central de monitoramento

Fonte: Comunicação Tribunal de Contas do Estado de São Paulo

últimas