DAS 8H ÀS 13H

Sábado tem plantão do cadastro biométrico no Cartório Eleitoral

Sábado tem plantão do cadastro biométrico no Cartório Eleitoral

Para a realização do cadastro, o eleitor deve levar documento oficial de identificação e comprovante de residência; se tiver o título, deve apresentá-lo também.

Para a realização do cadastro, o eleitor deve levar documento oficial de identificação e comprovante de residência; se tiver o título, deve apresentá-lo também.

Publicada há 6 dias


Da Redação 

No próximo sábado, dia 13, em Fernandópolis, o Cartório Eleitoral, que atende na Avenida Expedicionários Brasileiros, nº 638, Jardim América, funcionará em regime de plantão, das 8h às 13h. A ação visa estimular o comparecimento do eleitor e incrementar o cadastramento da biometria.

A biometria consiste na coleta de impressões digitais, foto e assinatura. Trata-se de um procedimento simples e rápido, durando em torno de 15 minutos. No sábado, estará dispensado o agendamento prévio no site do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), sendo que o eleitor será atendido por ordem de chegada.

Biometria obrigatória 

Em 478 municípios paulistas, os eleitores estão convocados a fazer a biometria, em caráter obrigatório. Quem não fizer terá o título de eleitor cancelado. Essas cidades somam mais de 11,7 milhões de cidadãos aptos a votar, dos quais apenas 4,9 milhões já tiveram as impressões digitais coletadas pela Justiça Eleitoral (42,15%). Os prazos terminam entre agosto e dezembro de 2019. 

Documentos necessários 

No momento do atendimento, o eleitor deve levar documento oficial de identificação e comprovante de residência. Se tiver o título, deve apresentá-lo também. O documento oficial de identificação precisa ser original, com foto, como RG, carteira de trabalho e carteira profissional emitida por órgão criado por lei federal. O comprovante de residência deve conter o nome do eleitor ou de seus pais.

Biometria 

A biometria é uma tecnologia que confere ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação. Acoplado à urna eletrônica, o leitor biométrico confirma a identidade de cada pessoa por meio das impressões digitais, armazenadas em um banco de dados da Justiça Eleitoral e transferidas para as urnas eletrônicas.


últimas