NA REGIÃO

Polícia prende suspeitos de matar empresário que se negou a entregar corrente de ouro

Polícia prende suspeitos de matar empresário que se negou a entregar corrente de ouro

De acordo com a polícia, a Justiça decretou a prisão temporária por 30 dias dos suspeitos, que foram encontrados e presos nas casas deles.

De acordo com a polícia, a Justiça decretou a prisão temporária por 30 dias dos suspeitos, que foram encontrados e presos nas casas deles.

Publicada há 1 mês

Corpo de Wellington Celli foi encontrado dentro de casa em Catanduva 


Dois jovens foram presos na manhã desta quinta-feira (18) suspeitos de participar do latrocínio do empresário Wellington Celli, de 39 anos, que foi morto a tiros dentro de casa, em Catanduva (SP), após se negar a entregar corrente de ouro aos ladrões.

O crime aconteceu no dia 11 de julho, no bairro Jardim Shangrilá. Quatro homens armados invadiram a residência e renderam a família. Câmeras de segurança registraram o momento em que eles pularam o muro da casa.

De acordo com a Polícia Civil, após investigação, a Justiça decretou a prisão temporária por 30 dias dos suspeitos, de 21 e 28 anos, que foram encontrados e presos nas casas deles.

A dupla foi levada para a delegacia, onde será interrogada, submetida a reconhecimento pessoal e encaminhada para a Cadeia Pública de Catanduva.

Ainda segundo a corporação, a investigação continua, já que outros dois criminosos ainda não foram localizados e presos.


Corrente, pulseiras e anéis de ouro do empresário de Catanduva — Foto: Reprodução/TV TEM

Corrente, pulseiras e anéis de ouro do empresário de Catanduva 

Latrocínio

O assassinato foi na casa da família, que fica em um conjunto de chácaras no bairro Shangrilá. De acordo com a polícia, os quatro homens armados invadiram o imóvel pulando o muro lateral do terreno, que fica em uma esquina.

Na casa estavam o empresário, a mulher e os filhos do casal, um de 9 e outro de apenas 3 meses. A mulher do empresário conta que o casal dormia quando foi surpreendido pelos ladrões.

Durante o assalto, os criminosos pediram a corrente e as joias de ouro do empresário, que se negou a entregar.

Quatro disparos acertaram Wellington, enquanto a mulher dele conseguiu se trancar no banheiro e chamar a polícia. As marcas dos tiros ficaram nas paredes.

Após matarem Wellington, os ladrões fugiram sem levar nada. Mesmo assim, a polícia registrou o caso como latrocínio.

Imagens

Câmeras de segurança registraram o momento em que quatro ladrões entraram na casa do empresário Wellington Celli.

Em uma das câmeras é possível ver os quatro criminosos pulando um muro na lateral da casa. Logo depois, eles aparecem novamente correndo e pulando o muro.

De acordo com a polícia, este é o momento que eles estão fugindo depois de atirar contra Wellington. Um dos criminosos até deixa cair uma faca ao pular o muro.

Em uma outra câmera, do lado de fora da casa, dá para ver os ladrões fugindo em um carro e também a pé.

Ladrões fogem após matar empresário em Catanduva — Foto: Reprodução/TV TEM


Fonte: G1

últimas