POLÍTICA

Universidade Brasil. Pais e universitários podem pegar até 18 anos de prisão

Universidade Brasil. Pais e universitários podem pegar até 18 anos de prisão

Promotoria quer ressarcimento total e voluntário para atenuar as penas

Promotoria quer ressarcimento total e voluntário para atenuar as penas

Publicada há 1 mês

Universidade Brasil: pais e alunos fraudadores podem pegar até 18 anos de prisão

Veja onde se meteram pais e universitários que, no afã de ingressarem num curso de Medicina (através de programas governamentais de financiamento ou não) cometeram fraudes das mais graves, transgredindo artigos (no plural) do Código Penal e, agora que descobertas, sujeitar-se-ão a verem seus nomes e sobrenomes inscritos em Fichas de Antecedentes Criminais, tanto com inclusões na Polícia como na Justiça. E mais! Além disso, haverá uma grande perda financeira, não só com os valores quitados nas compras de vagas e financiamentos, mas também com honorários de advogados. E para piorar há as consequências penais, estas sim gravíssimas e que, dependendo de cada caso individualmente, podem sujeitar pais e filhos, juntos ou isoladamente, a penas privativas de liberdade que podem resultar em até 18 anos de prisão. Estelionato majorado, falsificação de documentos públicos mediante inserção de dados falsos e organização criminosa são algumas das imputações.


Promotoria quer ressarcimento total voluntário para atenuar as penas privativas de liberdade

M as ainda resta uma esperança aos fraudadores de se livrarem - total ou parcialmente - das privações de liberdade. O Ministério Público Federal, através da Promotoria jalesense, oficiou o Ministério da Educação e Cultura-MEC rogando que este viabilize condições para que pais e alunos beneficiados pelas fraudes possam realizar o ressarcimento voluntário dos danos, caso se arrependam das práticas ilegais. A devolução dos valores reduziria as sanções criminais e dependendo de cada caso individualmente poderia significar a ausência de penalidade que resulte em prisão. Até agora não há resposta do MEC aceitando ou negando a sugestão que pode beneficiar até 1,3 mil estudantes e outra soma similar de pais que compraram vagas e/ou Fies ou Prouni ou transferências irregulares para seus pupilos. É... Ninguém perde por ser honesto. Ao menos no final. 




Cinco núcleos criminosos

Uma organização criminosa com cinco núcleos especializados. Eis o que aponta a investigação policial oriunda da Operação Vagatomia, que coloca os fernandopolenses presos em dois deles. No núcleo Administrativo estão Amauri Piratininga, Edna Biachi, André Bianchi e Nilton César Júnior; os demais, Ricardo Saravalli, Oclécio Dutra, Orlando Machado e João Tuti Boer, no Núcleo de Assessoria. No total já são mais de 30 acusados.



Polícia Federal nega crítica à Polícia Civil

O delegado de Polícia Federal Cristiano Pádua da Silva (foto), um dos coordenadores da Operação Vagatomia, contra a Universidade Brasil, negou, em e-mail enviado a esta coluna que tenha criticado a “Operação Asclépio” empreendida pela Polícia Civil de Assis em maio. Ele afirmou que destacou a atuação daqueles policiais e que a destruição de provas por parte de envolvidos no esquema após a ação da Civil “demonstrou o modo de agir criminoso dos investigados”.




Não deu CEI mas virou Inquérito

Rejeitada há cerca de dois meses na Câmara de Vereadores de Indiaporã por um placar apertadíssimo (5 votos a 4), a “CEI da Lagoa Santa”, se não prosperou no parlamento, acabou virando Inquérito Policial a cargo da Delegacia Seccional de Fernandópolis. A denúncia aponta que a viagem turística de cerca de 80 idosos ao estado goiano resultou no empenho de R$ 5 mil em despesas com alimentação, considerado, pelo denunciante, como irregular. Aguardemos!




MDB vai de Pessuto, ratifica presidente

 Com o Diretório Municipal Provisório definido, o MDB, através do seu novo presidente confirmou o que todos já suspeitavam, sobretudo após declarações similares advindas do deputado estadual Itamar Borges: estará no rol de partidos que apoiarão a candidatura de André Pessuto-DEM rumo à reeleição, em provável dobradinha com Gustavo Pinato-PPS. Além de Cássio Araújo na presidência, o diretório local conta ainda com Dalício Pivaro como tesoureiro; Alexandre Sandrin, Rodrigo Ortunho e Vitor Hugo Silva como membros. A atual composição tem validade até maio de 2020, quando deve ser promovida nova composição. Em 2016, Ricardo Franco concorreu à Prefeitura pelo partido.   




Imagem da Semana

Fernandópolis, terça-feira, 10 de Setembro de 2019. A Associação de Amigos do Município de Fernandópolis-AAMFER realiza a sua primeira reunião ordinária após a assunção da nova diretoria. Na pauta, uma palestra com o diretor de Relações Institucionais da Universidade Brasil Pedro Callado, sobre o momento de crise vivenciado no campi local e as perspectivas quanto ao futuro da instituição que interfere diretamente na economia da cidade. Se as previsões do Ministério Público Federal e da Polícia Federal feitas pelo delegado de Polícia Federal Cristiano Pádua da Silva e pelo procurador federal Carlos Alberto Rios se confirmarem, cerca de 1,3 mil universitários do curso de Medicina deixarão Fernandópolis brevemente. Aproximadamente 100 excluídos por compra de vagas/Fies/Prouni e outros 1,2 mil alocados em vagas excedentes. Um baque enorme no comércio local, estimado em, no mínimo, R$ 15 milhões mensais. E agora AAMFER?




Reflorestamento de R$ 113 mil

Foi homologado na última quinta-feira, 12, o resultado do Pregão Presencial realizado pela municipalidade fernandopolense que teve como objetivo a contratação de empresa para fornecimento de mudas e insumos para a implantação de um programa de reflorestamento municipal. A boa ideia deve consumir cerca de R$ 113 mil e iniciar por áreas degradadas onde são alocadas nascentes ou tenham função de relevância ambiental.



Inauguração um pouco atrasada

Foi entregue ontem, 13, as obras empreendidas pelo governo João Dado frente ao Centro do Idoso de Votuporanga. Estimadas em R$ 362 mil, com R$ 292 mil oriundos de emenda de Fausto Pinato, a ampliação faz parte do calendário oficial de festividades do município pelos 82 anos de fundação. Um detalhe chama a atenção. Votuporanga aniversariou no dia 8 de Agosto, há mais de um mês. Até obras de adaptação de escolas no combate a incêndio foram incluídas na programação oficial.




Farra no Tesouro II: não é possível!

Ao que parece a corrupção encontra terra fértil na região. Após a Farra no Tesouro protagonizada em Jales pela tesoureira da Prefeitura Érica Carpi, com desvios de até R$ 10 milhões, eis que ação similar pode ter ocorrido em Dirce Reis, com a servidora pública municipal T.C.P.S. Afastada de suas funções, ela é acusada de desviar cerca de R$ 75 mil. Informações indicam que a falcatrua foi descoberta pelo Tribunal de Contas do Estado e ratificada em uma Sindicância.




Livia com Neno, contra Alex e Júlio

A mais de um ano do pleito municipal, a disputa ouroestense está praticamente definida e o cenário só será alterado com o surgimento de imprevistos de grande porte. Do lado situacionista está a atual dupla - Livia Oliveira e Neno Rodrigues - que atualmente governam o município -; do outro, o oposicionista, está o ex-candidato a prefeito (2012) Alex Sakata, em dupla com o ex-aliado de Livia, o vereador Júlio César Santos, o Júlio Dentista.




Brasil & mundo

R$ 10 mil para quem matar um suspeitoO deputado estadual Capitão Assumção-ES, do mesmo partido de Bolsonaro (PSL) ofereceu uma recompensa de R$ 10 mil para quem matar um suspeito de assassinar uma jovem em Cariacica. Vários juristas se manifestaram afirmando que o deputado está fazendo apologia à violência.



Após criticar democracia, filho 02 de Bolsonaro é investigado por “rachadinha” de salários no RJE o “02” do clã Bolsonaro está dando uma dor de cabeça para o presidente. Com o pai internado em decorrência de uma cirurgia, Carlos Bolsonaro, vereador no Rio de Janeiro pelo PSC, abriu a semana postando declaração com críticas à democracia e sugerindo um meio mais ágil para implementar as reformas. Já na quinta, 12, foi confirmado que o Ministério Público fluminense abriu dois procedimentos investigatórios contra o filho presidencial. O motivo? Suspeita de uso de funcionários fantasmas em seu gabinete e da prática de “rachadinha” de salários. Outro filho - Flávio - é investigado por pratica similar.




Despedida alertando as instituiçõesEm sua última sessão plenária no STF, a procuradora Raquel Dodge discursou afirmando que o desafio atual do país é impedir que a democracia, conquistada com tanto esforço no século XX, venha a morrer. Ela será substituída por Augusto Aras, conservador escolhido pelo presidente Bolsonaro.




Caixa executa Timão: R$ 500 milhõesA Caixa Econômica Federal executou nesta quinta, 12, o clube por dívida referente à construção da Arena Corinthians. A ação é de R$ 500 milhões (o clube alega ter pagado R$ 158 milhões). Somatizada à dívida com a Odebrecht o valor bate nos R$ 1,6 bilhão. O Corinthians contesta o número.



Frase da semana:

"Acho que precisamos refletir sobre esses episódios recentes na cidade. FEF, Unimed, Santa Casa e Unibrasil. O que eles têm em comum"?Do advogado e ex-candidato a vice-prefeito de Fernandópolis (na coligação com Ana Bim) Henri Dias, em sua página no Facebook, aludindo aos últimos acontecimentos envolvendo o nome da cidade ou alguns de seus “ilustres” munícipes. E ainda faltou acrescer outros tantos.



últimas