PAULISTA

Após eliminação, sete se despedem do Rio Branco

Após eliminação, sete se despedem do Rio Branco

Equipe de Americana perdeu de 3 a 0 em Fernandópolis e adia projeto do acesso

Equipe de Americana perdeu de 3 a 0 em Fernandópolis e adia projeto do acesso

Publicada há 1 semana

Da Redação 

Ainda sem definir o planejamento para a próxima temporada após ser eliminado do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, no domingo, pelo Fernandópolis, nas quartas de final, o Rio Branco sabe que sete atletas do atual elenco não poderão defender o clube em 2020. Esses jogadores completam 24 anos de idade no ano que vem e, por regulamento, estão impedidos de atuar em mais uma Bezinha. Nomes importantes do grupo dão adeus ao Tigre.

Nascidos em 1996, o goleiro Alan, o zagueiro Wellerson, o lateral-esquerdo Mazinho, os volantes Kayo e Rafael Cursino e os atacantes Braga e Lucas Duni encerram esse ciclo com a camisa alvinegra. Artilheiro da equipe com oito gols, o meia Felipinho, que completará 22 anos em dezembro, tem mais uma Bezinha por jogar. Assim como o camisa 10, entretanto, todos os demais atletas do elenco têm contrato encerrado no fim do ano.

DESPEDIDA

Através das redes sociais, Wellerson, capitão do clube na era Campagnolo, se despediu do clube. “Saio de cabeça erguida, sabendo que procurei dar o meu melhor em cada jogo. Triste por não conseguir o objetivo. O Rio Branco ganhou mais um torcedor e, mesmo de longe, vou sempre torcer por esse clube que me acolheu desde o primeiro dia que cheguei. Obrigado, Rio Branco”, comentou.

DERROTA

A derrota por 3 a 0 diante do Fernandópolis no domingo deixou o Tigre americanense na quinta colocação da classificação geral do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, com campanha de 44 pontos em 26 jogos, com 13 vitórias, cinco empates e oito derrotas, 34 gols marcados e 27 sofridos. Ao longo da temporada, o clube contou com dois treinadores, Raphael Pereira e Marcos Campagnolo, e utilizou 27 jogadores. O planejamento do futebol riobranquense para a próxima temporada da Bezinha, que deverá ter início mais uma vez no mês de abril, passa pelas eleições presidenciais no clube, que acontecem, muito provavelmente, em dezembro. O pleito que definirá o sucessor do sindicalista Valdir Ribeiro da Silva, mandatário alvinegro desde 2016, será agendado em breve pelo Conselho Deliberativo.

Fonte: Jornal Todo Dia

O capitão Wellerson é consolado após eliminação em Fernandópolis  

últimas