INVESTIGAÇÃO

Quatro mortos pela PM já tinham assaltado pastor

Quatro mortos pela PM já tinham assaltado pastor

O delegado Renato Pupo afirma que todos foram identificados

O delegado Renato Pupo afirma que todos foram identificados

Publicada há 9 meses

Da Redação 

O delegado Renato Pupo, do 7º Distrito Policial, afirma que os quatro homens que morreram na terça-feira, 8, em confronto com policiais do Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar de Rio Preto (Baep), eram responsáveis pelo assalto à casa de um pastor evangélico no último sábado, 4.

Os quatro homens foram mortos após assaltar uma chácara na Estância Veneza, onde fizeram a moradora e a filha dela reféns. Durante a fuga, os quatro suspeitos foram baleados após troca de tiros com equipes do Baep.

Pupo afirma que o pastor reconheceu um dos suspeitos por foto. A polícia também concluiu a identificação dos quatro homens, com ajuda do Instituto Médico Legal (IML). No dia do crime, só haviam sido identificados Lidomar Viana e Ulisses Rogério Souza dos Anjos. Os nomes dos outros suspeitos identificados serão divulgados nesta quinta-feira. "Pelo levantamento que fizemos, um dos quatro homens está ligado a um latrocínio que ainda está em investigação", diz o delegado.

O inquérito no 7º DP ainda não poderá ser encerrado, porque a polícia ainda precisa colher os depoimentos das vítimas, dos policiais envolvidos no confronto e aguardar a chegada dos exames de balísticas das armas apreendidas com os suspeitos e com os integrantes do Baep.

Fonte: Marco Antonio dos Santos/Diário da Região 

últimas