VIOLÊNCIA

Mulher morta com 7 facadas tinha medida protetiva contra ex-namorado

Mulher morta com 7 facadas tinha medida protetiva contra ex-namorado

Suspeito fugiu após cometer o crime, em Votuporanga, mas foi preso horas depois em uma chácara entre os municípios de Cardoso e Parisi

Suspeito fugiu após cometer o crime, em Votuporanga, mas foi preso horas depois em uma chácara entre os municípios de Cardoso e Parisi

Publicada há 1 mês

Da Redação 

A mulher de 56 anos, que foi morta com sete facadas pelo ex-namorado, em Votuporanga (SP), possuía uma medida protetiva expedida 12 dias antes de o crime ser cometido, de acordo com a delegada da Delegacia da Defesa da Mulher (DDM), Edna Rita de Oliveira Freitas.

Maria Luiza Garcia saía de um pesqueiro, que fica na Vicinal Hebert Viniciu Mechi, quando foi abordada e esfaqueada por Arlindo de Andrade, de 69 anos, na noite de domingo (13).

A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. O suspeito foi preso em uma chácara que fica entre as cidades de Parisi (SP) e Cardoso (SP), na madrugada desta segunda-feira (14), após cometer o assassinato.

A delegada responsável por investigar o caso afirmou que Maria havia terminado o relacionamento com Arlindo, mas o homem não aceitava e passou a incomodá-la.

De acordo com a Polícia Militar, uma equipe recebeu uma ligação para comparecer ao pesqueiro para atender uma vítima de esfaqueamento.

Ao chegar no local, policiais encontraram a mulher sendo socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Contudo, ela não resistiu aos ferimentos e morreu.

Arlindo fugiu em uma caminhonete após cometer o crime, mas foi preso em uma chácara que fica entre as cidades de Parisi (SP) e Cardoso (SP), com as roupas sujas de sangue. A faca usada no assassinato e uma arma de fogo foram apreendidas.

Ainda segundo a PM, o suspeito foi levado à delegacia, onde prestou depoimento e confessou ter matado a ex-namorada. Ele passou por audiência de custódia e teve a prisão em flagrante convertida para preventiva. 

A perícia foi acionada ao local do homicídio e constatou que Maria foi esfaqueada sete vezes. Os golpes acertaram o toráx, pescoço e costas.

O corpo da vítima foi levado ao Instituto Médico Legal de Votuporanga (IML). O velório de Maria foi feito nesta segunda-feira e o enterro realizado no Cemitério Municipal, na manhã desta terça-feira (15).

Fonte: G1

Maria foi morta com sete facadas em pesqueiro de Votuporanga


últimas