DANO MORAL

Idosa vai à Justiça contra Prefeitura e pede R$ 40 mil após queda em calçada

Idosa vai à Justiça contra Prefeitura e pede R$ 40 mil após queda em calçada

O caso está tramitando na 2ª vara da fazenda pública de Rio Preto

O caso está tramitando na 2ª vara da fazenda pública de Rio Preto

Publicada há 3 semanas


Da redação

Uma idosa está processando a Prefeitura de Rio Preto em R$ 40 mil reais por dano moral após ela ter se ferido ao cair em uma calçada recém-reformada na esquina das Ruas General Glicério e Saldanha Marinho. O caso aconteceu em julho deste ano. 

De acordo com o processo, Marta de Matteu Lemos tropeçou em um buraco no local onde deveria ter guia para cegos em um passeio público recém-reformado. Ela caiu com o rosto no chão e o resultado da queda foi um joelho machucado, assim como a boca e também um dente quebrado.

Ainda segundo a petição inicial, foram feitos exames que constataram lesões que reduziriam a eficiência do dente quebrado, além dos demais também terem sido afetados.

O valor de R$ 40 mil está dividido em dois. Metade pelo dano moral e outra metade pelo comprometimento estético da idosa. "Realmente a situação ocorrida ultrapassa as raias do ‘mero aborrecimento’, uma vez que sofreu lesão física e comprometimento estético, sendo que um dente quebrou, que mesmo com tratamento será irreversível”, afirma o advogado da vítima, Lucas Freitas Malheiros.

O caso está tramitando na 2ª vara da fazenda pública de Rio Preto.

Calçadas

A troca das calçadas de parte das vias do Centro e de outras regiões da cidade está prevista no plano de mobilidade urbana. A nova estrutura tem guias para os deficientes visuais e também ajuda no escoamento da água. Só receberão o pavimento as avenidas que fizerem parte dos corredores de ônibus, que ainda não estão em pleno funcionamento.

Fonte: DLNews

últimas