SONHO

Jalesenses vendem suco na rua para financiar primeiro CD

Jalesenses vendem suco na rua para financiar primeiro CD

Sem vergonha ou deslumbramento, os irmãos de 18 e 19 anos foram literalmente “para a pista” para realizar o sonho

Sem vergonha ou deslumbramento, os irmãos de 18 e 19 anos foram literalmente “para a pista” para realizar o sonho

Publicada há 2 semanas

Da Redação

Quem passa pelo cruzamento da avenida Francisco Jalles com a rua Vinte e Quatro, em Jales, especialmente no período da tarde, já viu os dois irmãos Luis Henrique e Lenon vendendo garrafinhas de suco de laranja. Muitos já compraram. Mas o que pouca gente sabe é que os dois são cantores e as vendas têm um único objetivo: levantar dinheiro para bancar o primeiro CD da dupla. Na verdade, um EP (Extened Play), que é uma produção com apenas quatro músicas, semelhante ao single ou o antigo compacto.

O repertório já está selecionado, As músicas serão de autoria da própria dupla, o que reduz os custos avaliados em aproximadamente R$ 6 mil em estúdios da região, com músicos da região.


Luis Henrique e Lenon 

Apesar do objetivo não ser o do negócio puro e simples, o suco é produzido com total esmero e qualidade. São eles que selecionam as laranjas diretamente dos produtores, que compram as embalagens, colocam nos “isopores” e vão pra rua vender.

Lenon, o mais falante da dupla e que faz a primeira voz, explica que a escolha da atividade tem ligação direta com o pai, que sempre foi comerciante ligado ao ramo de lanchonetes. “Foi a opção mais rápida. Meu pai já tinha a máquina de fazer suco. A laranja a gente compra do produtor e a gente mesmo engarrafa e vende”.
 Aliás, a influência do pai, que é compositor, na carreira de Luis Henrique e Lenon vem desde quando os meninos eram criança, mas a dupla conseguiu se dedicar mais à carreira há pouco mais de um ano, quando ambos terminaram o ensino médio.

A dupla tem se apresentado em casas de shows e lanchonetes de Jales e região e o trabalho no semáforo tem rendido uma exposição extra. Já deram entrevista para diversas rádios da cidade e até da região.

Além disso, o número de admiradores vem aumentando. “Foi uma repercussão que a gente não esperava porque a nossa intenção não era de divulgar o trabalho, dar entrevista, mas aí começou a aparecer o pessoal das rádios e tem gente que reconhece e pede pra tirar fotos”, conta o jovem cantor.

“Algumas pessoas ficaram sabendo do nosso projeto e às vezes deixam o dinheiro e nem levam o suco”, lembra, Luis Henrique, o mais novo dos irmãos.
 “Outro dia, uma moça perguntou se só tinha direito de levar o suco ou algo mais”, comemora o pai, Marcelo, em tom de brincadeira.  

As 80 garrafinhas de suco que são vendidas em média diariamente, reforçam a esperança de poder registrar o trabalho num curto espaço de tempo.
 A partir das 11 horas, de segunda a sexta-feira, os motoristas podem colaborar com a carreira e valorizar o esforço dos meninos cantores.

Mais sobre o trabalho dos irmãos pode ser conhecido nas redes sociais de Luis Henrique e Lenon.

Fonte: Jales Notícias

últimas