SÉRIE D

Mirassol pode herdar a vaga do Red Bull

Mirassol pode herdar a vaga do Red Bull

O Brasileiro Série D de 2020 sofreu alterações da CBF

O Brasileiro Série D de 2020 sofreu alterações da CBF

Publicada há 2 semanas

Da Redação 

Após se despedir da temporada com a eliminação na Copa Paulista, o Mirassol vive expectativa de herdar a vaga do Red Bull Brasil no Campeonato Brasileiro da Série D em 2020. A possível desistência da equipe que se juntou ao Bragantino e disputar a Série B nacional (e está perto de subir à Série A) pode fazer com que o Leão tenha uma temporada especial: na elite do Estado e com o retorno a um torneio nacional. "Tem essa possibilidade caso o Red Bull não vá disputar. Eles conquistaram a vaga, mas se formalizarem a renúncia à Série D a vaga seria do Mirassol", disse o presidente Edson Ermenegildo.

O regulamento do Paulistão deste ano previa três vagas na Série D 2020 para os melhores times entre os que não estivessem nas Séries A, B ou C do Brasileiro. Teriam direito então o Red Bull (4º colocado geral), o Novorizontino (6º geral) e a Ferroviária (7ª geral). O Leão seria o quarto de melhor campanha entre os que participaram e não têm divisão, mesmo com 13ª posição no geral. O vencedor da Copa Paulista, São Caetano ou XV de Piracicaba, também tem o direito a uma vaga na Série D, ou Copa do Brasil.

O Red Bull jogará a Série A-2 do Paulista. "Estamos aguardando a definição e o comunicado oficial da Federação Paulista, mas estamos na expectativa. Sempre trabalhamos pensando na Série D para inserir o clube no cenário nacional. Acho que a CBF, terminando os campeonatos, vai pedir às federações as indicações dos clubes e pode ser que isso aconteça", afirmou Ermenegildo.

O Brasileiro Série D de 2020 sofreu alterações da CBF e será disputado entre os meses de maio e novembro, três meses a mais do que nos últimos anos, o que faria o Leão repensar sua participação na Copa Paulista. "Teríamos calendário cheio e dependendo do que vier, pode ser que não disputemos a Copa Paulista. Aí ela deixaria de ser interessante porque a Série D pegaria o calendário anual. Mas temos que esperar a definição do calendário pro ano que vem para saber como vai ficar", comentou.

No próximo ano seriam 26 datas para o torneio, diferente das 16 datas das últimas edições. O torneio terá 64 times, divididos em oito grupos com oito times, que jogarão em turno e returno entre si, avançando à próxima fase os quatro melhores de cada grupo. "Estamos fazendo tudo dentro do tempo estipulado, mas vamos aguardar a definição para ver o planejamento", afirmou Ermenegildo.

Em sua última participação no Brasileiro da Série D, em 2018, o Mirassol saiu na primeira fase, após acumular três derrotas, um empate e duas vitórias no grupo que tinha Inter de Lages-SC, Caxias-RS e Nova Iguaçu-RJ.

Presidente do Leão, Edson Ermenegildo, aguarda definição sobre a participação do clube na Série D do Brasileiro

últimas