RESPOSTA

Santa Casa emite nota rebatendo denúncias feitas por médico em BO

Santa Casa emite nota rebatendo denúncias feitas por médico em BO

Instituição reconheceu os problemas financeiros, mas garantiu que havia insumos na hemodiálise

Instituição reconheceu os problemas financeiros, mas garantiu que havia insumos na hemodiálise

Publicada há 2 semanas

Sala de hemodiálise do Centro de Nefrologia da Santa Casa de Fernandópolis

Gustavo Jesus

Em nota enviada pela assessoria de imprensa, a Santa Casa deu sua versão sobre o Boletim de Ocorrência registrado pelo médico Evaldo Terra. A informação do registro da ocorrência foi divulgada em primeira mão por este portal.

De acordo com a nota, o que foi descrito no BO "não condiz com a realidade" e que o Grupo de Vigilância Sanitária (GVS) XXX, sediado em Jales, visitou o hospital na mesma data e atestou a situação normal dos materiais necessários para o atendimento. A administração da Santa Casa também lamentou a postura do profissional.

Confira a nota na íntegra

Relatos em Boletim de Ocorrência não condizem com a realidade

A Santa Casa de Fernandópolis vem por meio deste informar que na última quinta-feira, dia 14, foi surpreendida com o registro de Boletim de Ocorrência por profissional médico pertencente ao Instituto de Nefrologia, que, de forma caluniosa, descreveu situações que não condizem com as reais situações do setor.

Além do registro do boletim, o médico também contatou o Departamento Regional de Saúde (DRS) XV de São José do Rio Preto, que oficiou ao Grupo de Vigilância Sanitária (GVS) XXX, sediado em Jales, para a realização de visita in loco, ocorrida na mesma data, constatando-se pela equipe que o Instituto de Nefrologia da Santa Casa possuía os insumos necessários para a execução dos serviços e que não estava ocorrendo desassistência aos pacientes, contrariando o cenário relatado pelo denunciante. Enfatizamos ainda que desde setembro de 2017 não existe qualquer tipo de atraso no pagamento de salários de nossos funcionários.

Lamentamos pelas ações adotadas, sem antes contatar ou oficiar à administração possíveis queixas ou inconformidades. Esperamos que tais atos não sejam para abrigar interesses pessoais, já que nos chama a atenção que o grupo ao qual o profissional médico está ligado implantou recentemente na cidade de Jales um serviço de mesmo gênero e têm buscado pelo credenciamento junto ao SUS, o que esperamos que não se dê de forma vil, forçando o descredenciamento de nossos Instituto.

Desta forma, esclarecemos à toda a população que, a direção da Santa Casa de Fernandópolis, em nenhum momento esconde que a instituição passa por momentos financeiros delicados, mas de forma alguma têm-se abatido e busca incessantemente por soluções. Entretanto, a utilização política na exposição de declarações irresponsáveis contra o Hospital tem apenas agravado sua saúde financeira, gerando enormes reflexos negativos e dificultado ainda mais a captação de doações e de clientes para a realização de serviços particulares e de planos de saúde, que são nossas sustentações para o equilíbrio das contas já afetadas pela conhecida defasagem do Sistema Único de Saúde (SUS).

A administração da Santa Casa de Fernandópolis lamenta profundamente a conduta do profissional, pois no momento difícil pelo qual passamos, agiu de forma a agravar a situação, ao invés de unir forças para fortalecer esta que é a Instituição mais importante da cidade de Fernandópolis.

últimas