INFRAESTRUTURA

Projeto de revitalização do Museu é apresentado para empresários

Projeto de revitalização do Museu é apresentado para empresários

Empresa especializada em restaurações foi contratada pela Prefeitura de Fernandópolis

Empresa especializada em restaurações foi contratada pela Prefeitura de Fernandópolis

Publicada há 11 meses


Da redação

Na última terça-feira, 19, os representantes da empresa Arquiprom, de São Paulo, Fernando Arouca e Roney Cytrynowicz, estiveram em Fernandópolis reunidos com o prefeito André Pessuto para apresentar o trabalho que foi solicitado e contratado pela Prefeitura para a elaboração de uma consultoria para o desenvolvimento, adequação e diagnóstico museológico e museográfico para a instalação do novo Museu Histórico Municipal de Fernandópolis.

Estiveram na reunião alguns empresários da cidade, representantes da comunidade do bairro da Brasilândia e alguns secretários municipais. A empresa foi responsável pela revitalização de vários museus pelo Brasil e fez um mapeamento do que pode ser feito para melhorar e tornar mais atrativo o Museu de Fernandópolis.

De acordo com Fernando Arouca, a história de Fernandópolis é muito rica e precisa ser bem contada em um Museu. “Estes equipamentos culturais são também grandes atrativos turísticos em qualquer cidade. Se bem montado e estruturado, o Museu facilmente se torna um dos principais pontos turísticos do município”, destacou Arouca.

O prefeito André Pessuto destacou que a Prefeitura fez uma série de benfeitorias no prédio. “Melhoramos a estrutura com a colocação de calhas, construção de banheiros e calçadas acessíveis. Vamos concluir os serviços com os recursos que receberemos do MIT (Município de Interesse Turístico) em 2020. Agora estamos elaborando um projeto com empresas parceiras para buscarmos os recursos via PROAC/ICMS – Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo para a instalação dos equipamentos, mobiliários e parte expográfica”.

Por meio do PROAC/ICMS, os empresários do município poderão colaborar com a doação do ICMS visando colaborar com a aquisição dos equipamentos para o Museu de Fernandópolis.

O projeto apresentado pela Arquiprom tem 330m², abriga o tradicional Museu e a sua ampliação, na qual a estrutura do antigo posto de saúde da Brasilândia passa a ser integrado ao prédio. Foi analisado o paisagismo, entrada e saída com acessibilidade, uma lanchonete, espaços de exposições, objetos pessoais e até mesmo filmes históricos, tudo isso mantendo as características originais da construção. Neste momento, o projeto físico está sendo adequado à proposta da Arquiprom.

Fonte: SECOM

últimas