POLÍTICA

OS Santa Casa de Andradina é o passado; Jesiel é o presente e Frei de Jaci o futuro

OS Santa Casa de Andradina é o passado; Jesiel é o presente e Frei de Jaci o futuro

OS de Andradina vai embora, não deixa saudades, mas ainda deve voltar; renúncia ainda não chegou ao AME e Lucy Montoro

OS de Andradina vai embora, não deixa saudades, mas ainda deve voltar; renúncia ainda não chegou ao AME e Lucy Montoro

Publicada há 1 semana


OS de Andradina vai embora, não deixa saudades, mas ainda deve voltarTerminou da pior forma possível a união de sangue – afinal eles foram declarados “irmãos” pelos fernandopolenses da Diretoria Executiva da Santa Casa – com a OS de Andradina, consumado em Abril de 2017. E, infelizmente, não restarão fundamentos para saudades dos profissionais que aqui desembarcaram. Capitaneados pelo provedor Fernando Zanqui, decepcionaram administrativamente, com parcas alterações de vulto (comparativamente as fartas promessas); decepcionaram profissionalmente pela ausência de inovações gestacionais que justificassem a contratação, e também decepcionaram muito sob o prisma moral e ético, ao se negarem a investigar ou apoiar qualquer tipo de apuração que pudesse identificar desmandos feitos com recursos públicos e ajudar a punir seus autores. Ao contrário! Impuseram escusas injustificáveis. Uma pena! Foram mas certamente voltarão. Ao menos e no mínimo, para deporem nas investigações policiais.


Jesiel Macedo é o presente, mas Frei Francisco Belloti - o Frei de Jaci - o futuroTalvez cumprindo o popular adágio de escrever certo por linhas tortas, eis que o multiprofissional Jesiel Macedo chegou à provedoria. Enraizado na comunidade local, tem competência moral de sobra para conduzir a gestão, ao menos imprimindo um nível de confiabilidade que os andradinenses em momento algum tiveram. Mas o maior legado que Jesiel pode deixar é conseguir transacionar entre este nebuloso passado e um futuro mais promissor e entregar a gestão da Santa Casa para a Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus, mais popularmente conhecida como a do “Frei de Jaci” (Francisco Belloti), que atualmente comanda mais de 30 instituições hospitalares nos Estados de São Paulo, Ceará, Paraná, Rio de Janeiro e Goiás, incluindo nesse rol o barco hospital papal que atende comunidades na Amazônia. O difícil é convencê-lo, mas, quem bem conhece Jesiel, sabe o quanto ele “é bom de papo”. 




Renúncia? Não ao cargo de R$ 16,5 mil

Se a OS Santa Casa de Andradina renunciou à gestão da congênere fernandopolense, por outro lado, pode-se afirmar que a renúncia não foi total como seria lógico e racional. O cargo ocupado pela esposa do ex-provedor Fernando Zanqui, junto ao Ambulatório Médico de Especialidades-AME, continua sob a mesma titularidade. Não houve qualquer tipo de alteração, segundo informações extraoficiais. Lembrando que, conforme denúncia formulada pelo vereador Murilo Jacob, o salário correspondentes a esse cargo (gerente) está na casa dos R$ 16,5 mil.  




Retiraram os equipamentos?

E se o clima já está pesado, promete ficar ainda pior. Logo após o anúncio exclusivo postado no site deste jornal de que a diretoria da Santa Casa renunciava, na noite de terça, 26, o vereador Murilo Jacob, protagonista das denúncias contra vários provedores, postou que alguns computadores estavam sendo retirados da unidade de saúde. Não se sabe se os equipamentos eram de propriedade pessoal dos gestores ou se pertenciam à Santa Casa. Que epílogo!






Ainda sob a égide da polêmica lançada por Paulo Pauléra, presidente da Câmara de Vereadores de Rio Preto que, na semana passada, afirmou que Fausto Pinato deve, no seu entender, virar ministro de Bolsonaro na virada do ano (fato negado com veemência pelo deputado), eis que outro fernandopolense, sem absolutamente qualquer alarde, acabou se tornando ministro do atual presidente. Pois não é que Julio Semeghini foi nomeado para o posto de ministro da Ciência e Tecnologia? Explicamos! Devido à ausência do titular da pasta, o astronauta Marcos Pontes, Semeghini ocupou a pasta interinamente no mês de outubro e acabou entrando para um seletíssimo rol regional. Na macrorregião rio-pretense, apenas outros três ocuparam cargos de tal envergadura (embora como titulares): Aloysio Nunes-PSDB, afastado da vida pública, após aposentadoria compulsória e envolvimento com a Lava Jato paulista; Edinho Araújo-MDB, ex-ministro dos Portos de Dilma Rousseff e atual prefeito de Rio Preto e Antônio Cabrera Mano Filho, ministro da Agricultura no governo Fernando Henrique Cardoso, agropecuarista de renome.



Dinheirão cai na virada de 2019

Pela previsão do Ministério da Fazenda, a grana extra advinda do leilão do pré-sal cairá nas contas das Prefeituras no dia 30 de dezembro. Com a legislação obrigando os municípios a gastar com novos investimentos e nas previdências, os valores variam de acordo com o número de habitantes de cada cidade. As com menos de 10 mil moradores - a maioria absoluta da região - ficarão com R$ 434 mil extras; Fernandópolis com R$ 1,7 milhão e Votuporanga com R$ 2,1 milhões.




IPTU 2020: só a inflação e nada +

Um final de ano mais tranquilo que os anteriores, com mais realizações e menos polêmicas, sobretudo relacionadas a aumentos de impostos. Para tanto, o prefeito Pessuto deve anunciar que o reajuste no valor do IPTU 2020 deve ser somente no índice da inflação (cerca de 3%). A Contribuição de Iluminação Pública-CIP terá um acréscimo de 5,12% e chegará aos R$ 11,90, ante os R$11,32 cobrados em 2019. O valor da taxa de lixo é o mesmo: R$ 1,53 por metro quadrado de área construída no imóvel.




Inaugurado em 13 de Junho, o Novo Terminal Rodoviário “Antônio Nossa”, visto por muitos como um marco arquitetônico de Fernandópolis, rapidamente se tornou um dos maiores problemas do atual governo municipal, ao menos em termos de repercussão negativa. Bastou uma tempestade que caiu no dia 8 de Outubro, para que as novas instalações ficassem totalmente submersas. Junto com ela, boa parte da Avenida Ângelo Del Grossi. Em anexo também vieram as críticas. Alguns dias após o lastimável fato, a administração realizou obras de emergência, principalmente de escoamento; após veio a construção de novas galerias e reparos na rede já existente, inclusive com a construção de uma nova tubulação com cerca de 300 metros. Mas, apesar de todas as ações, o receio ainda era imenso e só foi dissipado na noite de quarta-feira, 27, quando precipitações atingiram, segundo a Defesa Civil, 100 milímetros, e o Novo Terminal suportou bem a tempestade.




Atrações no Centro de Eventos

Inaugurado ontem, o Centro de Eventos José Nubiato Filho, em Ouroeste, está com fartíssima programação para este final de ano. No descerramento da placa estiveram os evangélicos Robinson Monteiro e Wanderley Carceliano; hoje é a Banda Atos. Entre o Natal e Ano Novo passarão pelo palco Renato & Peninha, Thomaz Rafael, Os Severos, Molejo, Gian & Giovani, Léo Jacomassi, Mato Grosso & Mathias e Mix Ture. Apresentações do Circuito Cultural Paulista também ocorreram.




Casa “nova” a partir de 2020

Vereadores, servidores legislativos e público em geral verão novas instalações da Câmara Municipal no próximo ano. Obras devem alterar o plenário do Palácio 22 de Maio. Elas terão início imediato e obrigarão que as sessões deste final de ano (03, 10 e 17 de dezembro, afora as extraordinárias) sejam realizadas no prédio da subsecção da OAB de Fernandópolis. As transmissões das sessões estão garantidas, afirmou o presidente Ademir de Almeida.



BRASIL & MUNDO

12 + 17 = 29 anos. Eis as condenações de Lula

E o ex-presidente, com a liberdade garantida pelos ministros do STF, conseguiu, com a nova decisão do TRF-4, chegar a 29 anos de prisão. São 12 anos oriundos da condenação do tríplex do Guarujá e, agora, mais 17 do sítio de Atibaia. Em ambas ainda cabem recursos, mas também há mais processos.


Aprovada redução de 50% nos salários de deputados, senadores e presidente. No Chile

Após seis anos de sua apresentação, a Câmara dos Deputados aprovou, por unanimidade, a redução pela metade nos salários de senadores, deputados, ministros, governadores e do presidente da República. A medida vem após o país ingressar na quinta semana de manifestações públicas e valerá por 60 dias. Outro projeto, que tinha objetivo de diminuir verbas parlamentares e recursos para pagamento de salários de assessores, foi rejeitado na terça-feira, 26. Para entrar em vigor, a redução ainda deve ser ratificada no Senado Federal de lá. Prefeitos e membros do Judiciário devem ser incluídos.


Dívida de R$ 88 milhões com a Receita Federal

A União está cobrando na Justiça R$ 88 milhões do jogador Neymar Jr., fruto de atuação por parte da Receita Federal, quando da transferência do Santos para o Barcelona. O Ministério Público Federal, através do ex-procurador de Jales Tiago Lacerda, o denunciou por sonegação e falsidade ideológica. 


Ex-presidente do TJ presa: venda de decisões

A desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago foi presa ontem, 29, acusada de destruir provas de uma operação destinada a apurar venda de sentenças na Justiça baiana. Ela foi presidente do Tribunal de Justiça-TJ entre 2016 e 2018 e estava afastada de suas funções desde o dia 19.




últimas