ASSASSINATO

Grávida é esfaqueada, escreve o nome do suspeito com o próprio sangue e morre em seguida

Grávida é esfaqueada, escreve o nome do suspeito com o próprio sangue e morre em seguida

Vítima estava grávida de 7 meses e o feto também não resistiu. Homem foi preso horas depois

Vítima estava grávida de 7 meses e o feto também não resistiu. Homem foi preso horas depois

Publicada há 4 semanas

Luciene Maria de Sousa foi morta com uma facada em Anápolis — Foto: Reprodução

Da Redação

Um homem foi preso na noite de segunda-feira, 20, suspeito de matar uma mulher grávida com uma facada em Anápolis, a 55 km de Goiânia. Segundo a Polícia Militar, antes de morrer, a vítima escreveu o nome de um suspeito com o próprio sangue na mesa de uma lanchonete.

Luciene Maria de Sousa , de 38 anos, estava grávida de sete meses e morreu no local. O homem foi localizado horas depois pelos policiais. A PM informou que os dois eram usuários de droga e não sabe se eles tinham algum outro tipo de relação.

"No momento em que chegou à lanchonete, ela escreveu o nome desse possível autor com o próprio sangue em uma mesa. Com os dados desse possível autor, localizou uma residência onde ele possivelmente estaria. Em um primeiro momento não tinha ninguém, foi feito uma campanha nas proximidades e, em um determinado momento, ele se aproximou. Foi feita a abordagem dele, ele estava sujo de sangue ainda", disse o capitão da PM, Osvaldo Abrahan.

O suspeito foi levado para a delegacia. O caso deve ser investigado pelo Grupo de Investigação de Homicídios de Anápolis.


Fonte: G1

últimas