CRIME BRUTAL

Polícia fará nova perícia em casa onde advogado foi morto e esquartejado

Polícia fará nova perícia em casa onde advogado foi morto e esquartejado

Corpo de Ronaldo César Capelari, de 53 anos, foi encontrado dentro de três sacos, no dia 14 de janeiro

Corpo de Ronaldo César Capelari, de 53 anos, foi encontrado dentro de três sacos, no dia 14 de janeiro

Publicada há 4 semanas

Ronaldo César Capelari desapareceu depois de sair para ir à academia em Araçatuba — Foto: Reprodução/TV TEM


Da Redação

Peritos do Instituto de Criminalista (IC) retornarão ao imóvel onde o advogado Ronaldo César Capelari, de 53 anos, foi morto e esquartejado para realizar uma nova perícia. O corpo dele foi encontrado no dia 14 de janeiro dentro de três sacos, no bairro Água Branca, em Araçatuba (SP).

Segundo a polícia, a nova perícia, utilizando um material chamado Luminol, que identifica vestígios de sangue, será feita para complementar os laudos técnicos. Além disso, ela também servirá para confirmar as informações passadas pelos criminosos.

Desde o início das investigações, a polícia prendeu quatro homens e uma mulher. Três deles foram soltos pela Justiça. Continuam presos a jovem Laís Lorena Crepaldi, de 20 anos, e o namorado dela, Jonathan de Andrade Nascimento, de 21 anos.

De acordo com a Polícia Civil, Laís combinou com Jhonathan de atrair a vítima para a casa. Os dois roubariam os pertences de Ronaldo. Contudo, Jonathan atingiu o advogado com duas marteladas na cabeça. Em seguida, o matou e esquartejou o corpo.

A mulher de Ronaldo compareceu à delegacia de Araçatuba (SP) nesta quarta-feira (22) para prestar depoimento. O procedimento é padrão, principalmente, porque ela foi a última da família a vê-lo.

O celular de Ronaldo e as mãos dele jogados em um córrego de Araçatuba não foram encontrados. As investigações ainda está em andamento.


Fonte: G1

últimas