RETORNO

Museu de Ouroeste recebe de volta estátua de índio que estava na Pinacoteca de São Paulo

Museu de Ouroeste recebe de volta estátua de índio que estava na Pinacoteca de São Paulo

Estátua pertencia à cidade, foi retirada para construção da usina hidrelétrica; chegou nesta quinta-feira, 30, no museu da Água Vermelha

Estátua pertencia à cidade, foi retirada para construção da usina hidrelétrica; chegou nesta quinta-feira, 30, no museu da Água Vermelha

Publicada há 2 semanas

Museu de Ouroeste recebe de volta estátua de bronze que estava na Pinacoteca de São Paulo  

Da Redação

O museu ‘Água Vermelha’ recebeu uma estátua de índio de bronze de mais de dois metros de altura, em Ouroeste, nesta quinta-feira, 30. A peça é muito importante para a história da região, uma vez que ela pertencia à cidade e ficava localizada onde hoje é a Usina Hidrelétrica de Água Vermelha.

De acordo com a diretora de arte de Ouroeste, Rosângela Pinheiro, a estátua foi retirada da cidade para construção da usina e, desde então estava na Pinacoteca de São Paulo. Até a década de 70, a estátua ficava em frente à Cachoeira dos Índios em frente ao casarão do ex-governador Ademar de Barros.

“Ela está voltando porque ela faz parte das memórias afetivas dos nossos cidadãos, as pessoas de toda região paravam para visitar essa escultura, é uma escultura de bronze linda, maravilhosa e está voltando para nossa cidade, para o museu de Água Vermelha”, afirma a diretora.

Outras dezenas de peças também compõem o acervo do museu e ajudam a contar a história das civilizações indígenas que habitaram a região há mais de sete mil anos. A história dessas civilizações começou em 1997, quando uma criança encontrou uma ossada humana às margens do Rio Grande, após inúmeras pesquisas descobriram que a ossada pertencia a um homem de uma tribo indígena.

Ouroeste é referência no Estado quando se trata de descobertas arqueológicas - existem 25 sítios arqueológicos na cidade.

O museu, que existe desde 2000, recebe cerca de 1.500 visitantes por mês, entre eles, moradores da região, alunos de escolas e pesquisadores que se interessam pelo assunto.

Por causa da estátua, o museu ficará fechado por cerca de 20 dias para a preparação do local onde a estátua ficará e depois será reaberto.

Para os interessados, o museu fica na Avenida dos Bandeirantes, número 2090, no Jardim Sarinha, em Ouroeste. O horário de visitação é de segunda a sexta das 9 às 16h e aos finais de semana, das 13 às 18h. A entrada é de graça.


Fonte: G1

últimas