CULTURA

Professor mistura ficção e realidade em livro sobre a história de Fernandópolis

Professor mistura ficção e realidade em livro sobre a história de Fernandópolis

“Ficção e realidade, conectadas naturalmente tende a ‘levar’ o leitor a vivenciar cada momento importante da história do município”, garante Cleber Fagundes

“Ficção e realidade, conectadas naturalmente tende a ‘levar’ o leitor a vivenciar cada momento importante da história do município”, garante Cleber Fagundes

Publicada há 6 meses

Capa do livro “Os Caipiras do Noroeste Paulista”

Breno Guarnieri 

O professor e escritor Cleber Fagundes Rodrigues, 40 anos, lançou, no último dia 22 de janeiro, a obra literária “Os Caipiras do Noroeste Paulista”. Nascido em Fernandópolis, mas, atualmente, morando em Campo Limpo Paulista, município situado a 64 quilômetros de São Paulo, Cleber é professor de História em escola pública e objetivou, por meio do referido livro, retratar, principalmente, a vida simples do homem do campo, vivendo em uma das últimas regiões do Estado de São Paulo a ser povoada.

“Eu sou da área (História) e sempre me identifiquei com a história de Fernandópolis, onde nasci e fui criado. Como professor, eu quero atingir o público jovem (entre 15 e 30 anos), pois percebo que esse público específico se afastou da literatura. Então procurei escrever um livro com uma linguagem mais acessível, ou seja, com menos vocabulário científico”, destaca Cleber, que ainda acrescenta: “eu li vários livros sobre a história de Fernandópolis, pesquisei muito e senti a necessidade de explorar isso, atingir os jovens com uma literatura que eles se identifiquem facilmente”.

FICÇÃO E REALIDADE 

Ainda de acordo com Cleber, foi feita uma pesquisa bem aprofundada sobre a parte real da história de Fernandópolis. “Eu acredito que o diferencial do livro seja a mistura da ficção com a realidade. O livro possui relatos reais feitos por personagens fictícios. Uma mistura de ficção com realidade, conectadas de forma natural tende a ‘levar’ o leitor a vivenciar cada momento do cotidiano caipira, e também os episódios mais importantes da história de Fernandópolis”, salienta.

“OS CAIPIRAS DO NOROESTE PAULISTA” 

A obra literária, que na versão física tem 239 páginas, retrata, principalmente, a vida simples do homem do campo, vivendo em uma das últimas regiões do Estado de São Paulo a ser povoada. O protagonista do enredo é João, homem simples, o tradicional caipira, vivia e trabalhava com seu filho, Pedro, em uma das maiores fazendas de café da região, a fazenda do jovem Afonso Cáfaro, um dos primeiros habitantes da região. 

A presente obra retrata uns dos períodos mais conturbados e importantes entre as duas vilas (Pereira e Brasilândia), tendo o caipira como protagonista, e também testemunha, a história ganha um tom suave, quase saudosista, mostrando a ligação entre homem e natureza da forma mais singela, e talvez até mesmo romântica, todavia de forma fiel a realidade, ao cotidiano do caipira. 

As duas histórias se cruzam (do caipira e de Joaquim Antônio Pereira) quando João, juntamente com seu filho Pedro e mais dois amigos, ajudam a erguer um grande cruzeiro de madeira (localizado hoje do lado esquerdo da igreja da matriz), colocado no local por ordem, e na presença de um importante homem, Joaquim Antônio Pereira, dono daquelas terras.

A partir de então ele, o caipira, se vê envolvido em uma contenda envolvendo diretamente as duas vilas e acaba sendo testemunha de acontecimentos importantíssimos para o progresso do lugar.

ONDE CONSEGUIR? 

A pessoa interessada pode encontrar o livro (físico ou ebook) no site www.clubedeautores.com.br ou no https://www.amazon.com.br/OS-CAIPIRAS-DO-NOROESTE-PAULISTA-ebook/dp/B0848NVPYL/ref=sr_1_1?__mk_pt_BR=%C3%85M%C3%85%C5%BD%C3%95%C3%91&keywords=os+caipiras+do+noroeste+paulista&qid=1580245572&sr=8-1

Professor e escritor Cleber Fagundes nasceu em Fernandópolis

últimas