EPIDEMIA

Votuporanga investiga mortes suspeitas de dengue

Votuporanga investiga mortes suspeitas de dengue

Cidade tem 1.305 casos confirmados da doença

Cidade tem 1.305 casos confirmados da doença

Publicada há 1 mês

Da Redação

A Secretaria de Saúde de Votuporanga informou nesta quarta-feira, 5, que está investigando duas mortes suspeitas de dengue. Os pacientes são dois homens, um de 99 e o outro de 77 anos - o primeiro faleceu em 27 de janeiro e o segundo em 3 de fevereiro. Os casos ainda são tratados como suspeitos e o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, determinará por meio das análises das amostras de sangue dos dois se o vírus da dengue levou ao óbito.

No ano passado, uma pessoa morreu com dengue em Votuporanga. A cidade tem em 2020 a maior epidemia da região, com 1.305 casos confirmados e 2.209 em investigação Outros 353 foram descartados. 

Em Catanduva, há cinco mortes suspeitas por dengue, também em fase de investigação. De uma jovem de 28 anos que vivia na Vila Celso; idosa de 83 anos e uma mulher de 46, moradoras do bairro São Francisco; um idoso de 80 anos, do Jardim Bela Vista e um homem de 55 anos, morador do bairro Vila Mota. No ano passado, quatro pessoas tiveram óbito confirmado pela doença na cidade. Há 553 ocorrências confirmadas da doença e 1.588 em investigação. 

Em Rio Preto, há uma morte suspeita, de uma idosa de 79 anos. Laila Khoury Dalloul, de 79 anos, faleceu no dia 27 de janeiro no Hospital Beneficência Portuguesa, com suspeita do vírus - nenhum exame detectou dengue, porém um deles apontou que o número de plaquetas estava baixo, segundo um familiar - esse é um dos indicativos da infecção. No atestado de óbito, constam insuficiência respiratória, sepse, pneumonia e insuficiência renal. Ela morava em um condomínio localizado na avenida Belvedere. O município tem 117 casos confirmados da doença.


Fonte: Diário da Região

últimas