PANDEMIA

Votuporanga decreta fechamento do comércio a partir desta segunda

Votuporanga decreta fechamento do comércio a partir desta segunda

Anúncio foi feito em coletiva de imprensa realizada neste domingo

Anúncio foi feito em coletiva de imprensa realizada neste domingo

Publicada há 1 mês


João Dado, em coletiva neste domingo

Da Redação

Em coletiva a imprensa realizada neste domingo (31) o prefeito João Dado disse que a partir desta segunda-feira (01) vai oficializar uma nova determinação de quarentena para o município. Por meio de um Decreto que será publicado amanhã fica determinado que Votuporanga, diferente do que liberou o governo de São Paulo, passará a cumprir a Fase 1 (alerta máximo) – fase de contaminação, com liberação apenas para serviços essenciais-; e não o indicador Fase 2 (controle), estado de atenção, com eventuais liberações, o que possibilitaria mais flexibilização para a retomada da economia.

Entre as medidas, a partir desta segunda-feira (01) fechamento de academias, cultos em igrejas, acaba o esquema de meia porta do comercio para recebimento de carnês; o uso de máscaras faciais fica obrigatório nas ruas, com pena de multa a quem resistir em não usar.

Dado que estava acompanhado da secretária municipal de Saúde, Márcia Reina, disse que sua equipe se reuniu com o DRS (Departamento Regional de Saúde) de Rio Preto e chegaram a conclusão que os números de óbitos e de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus aumentou de forma significativa na ultima semana, tanto em Votuporanga como na região.

“O governador João Doria decretou novas normas para a retomada da economia a partir desta segunda-feira, por meio de normas rígidas, mas deixou ao nosso critério as decisões a serem tomadas em cada município. Tecnicamente esse Decreto que será publicado amanhã, retoma o anterior porque necessitamos urgentemente controlar os índices de distanciamento social, que estavam entre 53 e 55% e abaixaram nesta última semana, para 45 e 46%”, disse o prefeito.

“Imploramos aos moradores das cidades da região que fiquem em suas casas, não venham para Votuporanga. A nossa região é formada por 17 cidades e são quase 200 mil pessoas. Fiquem em suas casas”, implorou.

“Precisamos retomar o índice de isolamento social para 50%, por isso insisto, fiquem em suas casas. Se não tiver como, e precisar ir a cidade use máscara facial e luvas. Vamos multar aqueles que insistirem em não as usarem pelas ruas. Não é penalização, mas sim respeito à vida. Nossos agentes terão máscaras para oferecer, caso a pessoa não a tenha, mas se insistir em não usá-las nossos agentes estão orientados a aplicar multas em valores que partem de R$276 reais”, alerta o Chefe do Executivo.

“Então a partir desta segunda-feira (01 de junho) fica proibida à abertura de academias de ginásticas, clubes sociais, lojas a meia porta para recebimento de carnês, cultos religiosos, restaurantes, bares. Ficam liberadas as vendas apenas por delivery e as transmissão de cultos por lives”, orienta.

A secretária da Saúde, Marcia Reina, disse que atualmente a Santa Casa está com 70% de sua capacidade de atendimento tomada por portadores da Covid-19. “Se fizermos um cálculo de que existem 500 pessoas com sintomas de coronavírus, em pouco tempo esse número dobra para 1000 e pessoas com necessidade de internação será de 15 a 20%; neste caso precisaríamos de 100 vagas na rede hospitalar”, explica Reina.

Plano de retomada do Governo de São Paulo

Dado, diferente do que foi liberado para o município pelo governador João Doria, resolveu segurar as flexibilizações já que os números de isolamento social e de pessoas infectadas dispararam na ultima semana no município.

No Estado, a quarentena que seria encerrada neste dia 31 de maio (domingo), foi prorrogada por mais 15 dias, ou seja, vai perdurar do dia 1º de junho até o dia 15 de junho.

Para Votuporanga o Estado liberou a Fase 2 (controle) que proporciona mais poder de flexibilização de  aberturas do comércio, mas o prefeito João Dado optou pela fase 1, vermelha, de alerta máximo, e vai manter a quarentena sem liberação das atividades.

O estado todo foi dividido em cinco fases. Mas até este momento, nenhuma região atingiu as fases 4 e 5. De acordo com os critérios estabelecidos pelo governo paulista no Plano SP, cada município pode ser enquadrado entre: zona de risco (ocupação de leitos de UTI acima de 80%), zona de controle, de flexibilização, de abertura parcial ou normal controlado.

As cinco Fases para retomada de atividades consideradas pelo governo estadual são:

– Fase 1 (alerta máximo): fase de contaminação, com liberação apenas para serviços essenciais;

– Fase 2 (controle): fase de atenção, com eventuais liberações;

– Fase 3 (flexibilização): fase controlada, com maior liberação de atividades;

– Fase 4 (abertura parcial): fase decrescente, com menores restrições;

– Fase 5 (normal controlado): dase de controle da doença, liberação de todas as atividades com protocolos).

Fonte: Diário de Votuporanga

últimas