CELEBRIDADES

Ronaldinho Gaúcho pode ser solto em agosto, diz criminalista

Ronaldinho Gaúcho pode ser solto em agosto, diz criminalista

Craque do futebol está preso há cinco meses no Paraguai junto com o irmão, Assis

Craque do futebol está preso há cinco meses no Paraguai junto com o irmão, Assis

Publicada há 6 dias

Da Redação

A liberdade de Ronaldinho Gaúcho parece estar cada vez mais próxima de acontecer. O jogador foi preso junto com o irmão, Assis, após serem abordados com documentação falsa. O fato aconteceu em março deste ano e, no o dia 7 de abril, foi concedida a prisão domiciliar aos dois. Eles estão hospedados em um luxuoso hotel de Assunção, no Paraguai. 

Inicialmente, os irmãos foram beneficiados pelo “critério de oportunidade”, uma oportunidade jurídica para aqueles que confessarem e não tiverem antecedentes no país, mas no dia 10 de julho Ronaldinho e seu irmão sofreram uma nova derrota na justiça, quando o Tribunal de Recursos indeferiu novo pedido de liberdade da defesa deles, mantendo-os na prisão domiciliar até então. 

Mas essa história pode ter novos capítulos para um dos maiores craques do futebol mundial, é o que afirma o criminalista brasileiro Gil Ortuzal. O inquérito no Paraguai deverá ser concluído em 6 meses. O prazo vai expirar em agosto, e se o Ministério Público não apresentar novas acusações, Ronaldinho será solto. “Ouvi de excelentes advogados paraguaios que a solução do caso é iminente e que Ronaldinho será solto em breve. Conheço a cultura e suficientemente a legislação daquele país”, destacou Ortuzal.

O especialista ainda diz que a prisão de Gaúcho permanece em razão da investigação de outros supostos crimes, em especial lavagem de dinheiro. Porém, o criminalista diz que logo Ronaldinho estará livre. “Ele não é bandido de estimação como alguns querem rotular. Tenho convicção que ele vai sair”, completou

Da prisão ao hotel de luxo 

Ronaldinho Gaúcho e o irmão, Roberto Assis, foram presos com carteiras de identidade e passaportes falsos no Paraguai no dia 6 de março. Eles iriam entrar no país dois dias antes. Nos primeiros dias de prisão, os irmãos chegaram a dividir uma cela de 18 m², com cama, televisão, geladeira e um ar-condicionado.

Após 32 dias, Ronaldinho e o irmão puderam cumprir a prisão no mesmo hotel, o Palmaroga, onde foram detidos. O quarto que recebe Ronaldinho tem uma TV de 55 polegadas e resolução 4K, além de uma cama king-size e uma banheira de hidromassagem. O hotel ainda conta com uma academia de ginástica, que vem sendo usado pelo ex-Barcelona para manter a forma física.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a equipe de profissionais no hotel foi reduzida. Ronaldinho Gaúcho e o irmão são praticamente os únicos hospedes do local.


Fonte: Metrópoles


últimas