ELEIÇÕES 2020

Cabo Santos deve desistir de candidatura a prefeito de Fernandópolis

Cabo Santos deve desistir de candidatura a prefeito de Fernandópolis

Militar bolsonarista deve concentrar esforços em busca de vaga na Câmara

Militar bolsonarista deve concentrar esforços em busca de vaga na Câmara

Publicada há 4 meses

Da Coluna Entrelinhas

Antecipamos mais uma! Falta pouco para Artur substituir Cida Pessoto como vice de AndréO tucano Artur Watson em reunião com o presidente Ademir de Almeida. Foto: C.M. de Fernandópolis

Após a antecipação exclusiva da coluna pretérita, abordando a possibilidade de substituição no cargo de vice-prefeito da coligação de André Pessuto, com a saída da empresária Cida Pessoto e o ingresso do advogado Artur Watson, eis que uma reunião ocorrida na tarde de sexta-feira, 28, com diversas lideranças do tucanato local, praticamente selou a indicação: Artur será o candidato a vice de Pessuto que busca a inédita reeleição em Fernandópolis.

Mas precavemo-nos. Ainda há possibilidades da composição melar! E elas são três:

- a primeira, se a antecessora bater o pé e insistir na indicação patrocinada por Fausto Pinato. Essa hipótese ainda subsiste, mas é considerada insignificante, pois o ingresso da patriarca do grupo supermercadista na vida pública não é unanimidade, desde o início, no seio familiar. Bastaria acharem uma saída honrosa para Cida Pessoto e que também seja aceita pelos Progressistas (seu partido);

- a segunda, se o também tucano José Carlos Zambon optar por candidatar-se à Prefeitura e, num repetente inominável, lideranças estaduais do partido o apoiarem, levando-os a tentarem liderar a oposição. Também cá a probabilidade é estatisticamente insignificante e a maior possibilidade e de Zambon concorrer ao Legislativo. A colocação do engenheiro e ex-vice-prefeito na vaga de vice conta com a rejeição mor do deputado Fausto Pinato que, intimamente, tem lá seus fundamentos; e,

- a terceira hipótese e que representaria a sucumbência simultânea da capacidade de articulação de Analice Fernandes, Carlão Pignatari e outras lideranças de envergadura estadual, é o tucanato limitar-se a participar da disputa legislativa, concorrendo somente para os cargos da vereança.

Realisticamente, se na quinta, 27, já dava para apostar cinco de dez fichas, hoje, 28, dá para colocar oito.

Cabo Santos desistirá da Prefeitura e vai disputar vaga na CâmaraO policial militar reformado em frente à sede do STF. Foto: Reprodução/Facebook

Não! Ainda não é oficial e o militar reformado ainda não formalizou a desistência de pleitear o comando do Executivo Municipal conforme anunciado no último dia 04 mas as informações colhidas junto ao alto comando do Solidariedade indicam que ele deve partir para luta por uma vaga na Câmara de Vereadores.

Cabo, na avaliação de muitos companheiros de sua ala política, teria mais possibilidades de vitória nessa disputa que naquela, o que é absolutamente óbvio e ainda sai da “balaiada de gatos” que se tornou a oposição, pregando discurso de unicidade entre todos os candidatos em busca de confrontarem, em condições de vitória, com Pessuto.

Pode até ser uma utopia, mas a argumentação é boa.

Há! Praticamente zero a probabilidade de junção de Henri Dias e Renato Colombano.

 

Nova fábrica da Petrópolis: Do tamanho de 15 campos de futebolEliana Cassandre, head de Marketing do Grupo Petrópolis — Foto: Sílvia Zamboni/Divulgação

Diversas autoridades federais, governador, ministros, deputados... Todos congratulados (nem todos obedecendo às regras sanitárias pandêmicas) para inaugurarem, na tarde de sexta, 28, a nova – e maior – unidade do Grupo Petrópolis em Uberaba-MG. Situada no km 188 da BR-050, sentido São Paulo, com 108 mil m² de área construída, o que equivale a quase 15 campos de futebol e é a oitava unidade do grupo.

A capacidade de produção é de 860 milhões de litros da bebida, contando com quatro linhas capacitadas para o envase de 256 mil latas por hora e 140 mil garrafas por hora e são feitas as cervejas Crystal, Lokal, Itaipava, Itaipava Premium, Petra e Cacildis.

Previsão de geração de 700 empregos diretos até 3 mil indiretos. Confessemos. Dá uma inveja danada!

Dado joga para a plateia e perde na JustiçaO prefeito João Dado durante anúncio de prorrogação da quarentena em Votuporanga. Foto: P.M. de Votuporanga

O prefeito João Dado jogou para a plateia, com fins políticos e se deu mal. A avaliação é de muitos dos protagonistas políticos de Votuporanga, sendo que até no meio judicial há comentários desfavoráveis ao alcaide que perdeu, na Justiça da capital, a sua canetada que antecipava, parcialmente, os benefícios da Fase Amarela do Plano SP de Flexibilização.

E os efeitos reflexos da sucumbência foram grandes. Muitos municípios já tinham adotado postura similar, tal como Meridiano, que liberou atendimento presencial em restaurantes (clique aqui para conferir) e deve revogar o ato e até em Fernandópolis, onde André Pessuto planejava conceder liberalidade similar a do alcaide votuporanguense.

Vergonha! Com aumento, prefeito de Jales vai ganhar mais que de Rio Preto e só R$ 248 a menos que governador

Uma das maiores vergonhas da história da região, sobretudo quando se considera que vivenciamos a pior epidemia da história moderna da humanidade. Mas vamos lá!

A aprovação de reajuste salarial por parte da Câmara de Jales aos agentes políticos, ocorrida na segunda, 24, por sete votos contra 3 (Macetão, Tupete e Zanetoni foram contra) elevará a remuneração do próximo prefeito de lá a um dos maiores do Estado, chegando a R$ 22,8 mil. Comparativamente, o prefeito de Rio Preto Edinho Araújo recebeu mês passado R$ 17,1 mil; João Dado, de Votuporanga recebe R$ 18.892,70 e André Pessuto, de Fernandópolis, R$ 17.938,00. O governador João Doria tem remuneração de R$ 23.048,59. Uma diferença de apenas R$ 248,59.

As mudanças preveem que o aumento tenha validade a partir de Janeiro de 2021 e em 2022 atinge o valor máximo, sendo que vereadores terão subsídios no valor de R$ 5 mil.

Sem partido, Liberato desiste da disputa contra Adilson em ValentimPré-candidato desistente anuncia sua saída da disputa de Novembro. Imagem: Print Screen Facebook

Aos poucos o inevitável funil vai cumprindo seu dever e separando aqueles que estarão nas urnas daqueles que tardarão pelo caminho.

O último (ao menos que temos notícias) a anunciar, oficialmente, que não irá disputar a chefia do Executivo Municipal valentim-gentilense foi o ex-prefeito Liberato Caldeira. O motivo informado pelo ex-presidente da Associação dos Municípios do Oeste Paulista-AMOP foi que “ficou sem partido” para concorrer, pois pertence aos quadros do Progressistas (antigo PP) e o Diretório Municipal/Estadual teria lhe negado a vaga. 

Em um vídeo divulgado em redes sociais, Caldeira criticou a jogada que, nas suas palavras, foi protagonizada pelo deputado federal Fausto Pinato e resultará no partido apoiando a reeleição de Adilson Segura.

Além de Adilson, os nomes de Sérgio Ladeira, Claudemir do Skinão e de Isaque Caldeira (coincidentemente irmão de Liberato) são os principais cotados para o pleito de Novembro.

Pinato responde a Liberato: quem cumpriu seu compromisso político foi o prefeito Adilson SeguraO deputado Fausto Pinato em reunião no Congresso Nacional. Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados

Instado por aliados políticos a se manifestar, após receber o conteúdo digital com as declarações de Liberato Caldeira, Pinato enviou-nos, via Assessoria de Imprensa, seu posicionamento a respeito da questão. Ele afirma que Caldeira é avesso ao trabalho em grupo e confirma que o Progressista irá trabalhar pela reeleição de Adilson Segura.

Confira, abaixo, na íntegra:

"O senhor Liberato infelizmente não sabe honrar compromisso assumido, como também sempre foi avesso a trabalhar em equipe.  Sempre preferiu agir pensando exclusivamente nos seus interesses pessoais.  E foi exatamente isso que o Sr Liberato fez conosco na eleição passada e agora simplesmente está pagando o preço da sua ingratidão e deslealdade aos companheiros.  Ao contrário, quem nos apoiou e cumpriu seu compromisso político foi o prefeito Adilson Segura.  Na verdade o Sr Liberato achava que seus amigos de outros partidos políticos podiam intervir nas decisões do nosso partido (Progressista).  Como não poderia ser diferente, perdeu a queda de braço.  E o Progressista continuará apoiando o prefeito Adilson Segura, que foi nosso parceiro politicamente leal. Essa é a grande diferença de caráter".

É da região! A Câmara com maior déficit fiscal do Estado

Levantamento do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo-TCE-SP mostra que 39 Câmaras Municipais do Estado têm despesas (para funcionamento e quitação de salários) maiores que a arrecadação própria dos municípios. 

Segundo o balanço do TCE, as cidades que mantêm o número mínimo de vereadores e têm entre 857 e 5.853 habitantes, não estariam funcionando sem os repasses do governo federal e do governo estadual.

A “recordista” é Aspásia, município da região, onde o gasto do Legislativo totaliza cerca de R$ 724 mil, valor 202,5% maior do que a arrecadação.

- Haja máscaras para as eleições. O Tribunal Superior Eleitoral-TSE, através do presidente Luís Roberto Barroso, confirmou que serão necessárias 7,5 milhões de máscaras para atender ao 1,8 milhão de mesários. Cada voluntário também receberá um protetor facial e um frasco de álcool gel. 

- Acorda mais cedo! O mesmo tribunal alterou o horário das Zonas Eleitorais. Agora os pontos de votação abrirão mais cedo, às 07h00, ficando à disposição dos eleitores até às 17h00. A medida vale somente para o 1º Turno, marcado para 15 de Novembro. Lembrando que das 07h00 às 10h00 a preferência de ordem de votação é para pessoas maiores de 60 anos.

- De vice para a vereança. Informação ratificada pelo próprio interessado e, principalmente, pelo clã: Gustavo Pinato, o atual vice-prefeito vai mesmo disputar uma vaga para o Palácio 22 de Maio concorrendo, agora, pelo DEM (partido de Pessuto e dos edis Júlio Zarola e Gilberto Vian). Eles devem coligar com o MDB e Progressistas. 

- SP quase normal! Segundo o Seade, entre os meses de Maio e Julho, a economia paulista cresceu 5,5% com evolução positiva nos setores da indústria (6,9%), serviços (5,1%) e agropecuária (0,5%). Com esses dados, o Estado aproxima-se dos níveis anteriores à pandemia. Em relação aos resultados do trimestre encerrado em junho, a economia recuou 7,0%.

- Evoluir? Mas como? Em meio a compreensíveis clamores pela reabertura de bares, academias, restaurantes e similares, ainda que parcialmente, um dado chega a chocar e nega razão à qualquer outra argumentação: sexta, 28, a região de Rio Preto (nós inclusos) bate nos 75,5% de índice de ocupação de leitos de UTI. É a segunda região com pior desempenho. Franca continua na primeira posição com 78,2%.  

- Bolsonaro fora das eleições! O presidente anunciou na sexta, 28, que não se envolverá com o pleito municipal e não apoiará candidaturas, ao menos nesse 1º Turno. Bolsonaro disse que se dedicará ao combate à pandemia e à retomada da economia. Ele confirmou que continua tentando criar o seu próprio partido – o Aliança.

"Virou uma dramática rotina ver os governadores do Rio de Janeiro enfrentando acusações por envolvimento em irregularidades".

Do jornalista, no BR Político do Estadão, lembrando que cinco ex-governadores tendo sido presos (Sérgio Cabral, Luiz Fernando Pezão, Anthony Garotinho, Rosinha Garotinho e Moreira Franco) desde 2016, o afastamento de Wilson Witzel (PSC) do cargo por seis meses mergulha o Rio em nova crise.


últimas