PULVERIZADO

Raio-X: microrregião de Fernandópolis terá 34 candidatos a prefeito e vice; conheça as chapas

Raio-X: microrregião de Fernandópolis terá 34 candidatos a prefeito e vice; conheça as chapas

Levantamento inclui Valentim Gentil, que faz parte da área de atuação d’O Extra.net

Levantamento inclui Valentim Gentil, que faz parte da área de atuação d’O Extra.net

Publicada há 1 mês

Gustavo Jesus

O prazo para o término das convenções partidárias na quarta-feira, 16, trouxe o panorama das candidaturas ao Executivo na microrregião de Fernandópolis e Valentim Gentil, área de atuação de O Extra.net.

Nas 13 cidades atendidas pelo periódico, foram lançadas 34 candidaturas ao Executivo. Nessas candidaturas, 16 partidos foram representados com a indicação de pelo menos um candidato a prefeito ou vice-prefeito.

O líder do ranking de candidaturas a prefeito é o PTB, com seis indicações de cabeça de chapa. Na sequência, PSDB e DEM concorrem com quatro candidatos ao Executivo, seguido por MDB e Republicanos com três cada.

Na condição de vice-prefeito o MDB lidera, junto com o PSDB, a quantidade de indicações, com cinco em cada partido.

No total de indicações em chapas que vão concorrer ao Executivo, PTB e PSDB somam nove composições, com MDB (8) e DEM (7) vindo logo atrás. Todas as legendas têm o histórico de trabalho na região.

Centro da microrregião, Fernandópolis terá três candidaturas a prefeito. André Pessuto, que tenta a reeleição, terá como adversários Henri Dias e Renato Colombano. Das 13 cidades, em nove haverá tentativa de reeleição.

Valentim Gentil, com cinco candidatos – condição histórica no município -, será a cidade com mais postulantes à cadeira de chefe do Executivo, hoje ocupada pelo candidato à reeleição Adílson Segura. Por outro lado, em São João das Duas Pontes o ex-prefeito Zé Mamão não terá concorrente e vai sozinho para o pleito.

Em Macedônia e Indiaporã (Lene Marsola e Elaine Rocha respectivamente), os atuais mandatários não poderão concorrer à reeleição, e depositam as suas fichas em aliados (Nico em Macedônia e Aderito em Indiaporã), para poder manter o poder dentro se seus grupos político de influência.

Nos municípios de Meridiano, Pedranópolis, Estrela d’Oeste, Guarani d’Oeste, Populina, Turmalina e Mira Estrela, os atuais prefeitos tentarão voltar ao Executivo.

O único caso de prefeita que está em mandato e não tentará a reeleição é em Ouroeste, onde a alcaidessa Livia Oliveira deixará a Prefeitura após quatro anos de mandato.

Todas as chapas que estão nesta matéria podem ter mudanças, como desistências ou impugnação pela Justiça eleitoral, já que o prazo para o registro de candidaturas vai até o dia 26 deste mês.

últimas