ENTRELINHAS

ACIF paga R$ 84 mil pelo projeto "Repensando Fernandópolis 2025"

ACIF paga R$ 84 mil pelo projeto "Repensando Fernandópolis 2025"

E presidente defende trabalho: progresso surpreendente

E presidente defende trabalho: progresso surpreendente

Publicada há 1 mês

ACIF pagará R$ 84 mil pelo projeto "Repensando Fernandópolis 2025"

Presidente Morales e advogado Volpati expõem o projeto na ACIF. Foto: Divulgação/Arquivo/ACIF

Sabe aquele projeto lançado pela Associação Comercial e Industrial de Fernandópolis (ACIF) em dezembro passado, com objetivo de realizar um estudo sobre o perfil e os potenciais econômicos da cidade, expondo “as melhores práticas em desenvolvimento do comércio, indústria, serviços, turismo, e regularização fundiária, e oferecer propostas ao Plano Diretor de Fernandópolis”?

Pois ele tem um custo contratual de R$ 84 mil para a entidade – obviamente que para os seus filiados -, segundo se depreende do contrato oficialmente firmado entre a associação e a Sociedade de Advogado Lima, Nunes e Volpati, com sede em Brasília-DF, encarregada, principalmente através deste último sócio – o fernandopolense Leonardo Nezzo Volpatti, pela execução dos serviços.

Esse valor está contratualmente estipulado o pagamento de 12 prestações iguais e sucessivas de R$ 5 mil e de mais outras doze no valor de R$ 2 mil. Isso afora despesas decorrentes da execução contratual, tais como viagens, locomoção, hospedagens, alimentação, que ficam a cargo do contratante – a ACIF – desde que formalizadas fora das comarcas de Fernandópolis e Brasília -.

Valor é alto e só agora o contrato ganha publicidade efetiva

Firmado em 31 de Julho de 2019, o termo somente agora ganhou a devida publicidade merecedora que, desde o início, deveria estar impregnada, e deve gerar uma série de questionamentos junto à atual diretoria capitaneada pelo presidente Mateus Morales, sobretudo num período de gravíssima crise financeira, com várias empresas locais envoltas em dificuldades na manutenção de suas atividades.

Apesar de o trabalho comparar “Fernandópolis com os 144 municípios de porte semelhante (60 a 80 mil habitantes) e também com os municípios de nossa região”, conforme afirmou o presidente, muitos associados certamente visualização outros fins por eles considerados “mais nobres e urgentes” para a destinação do valor pactuado.

Agora, caro mesmo ficará o contrato se, ao seu final, nada ou pouco do estipulado no estudo “Repensando Fernandópolis 2025” for executado ou implantando.

Trabalho bem feito e que pode gerar desenvolvimento, afirma Morales

Morales assumindo a presidência da ACIF em substituição a Dirceu Miralha. Foto: Arquivo/Jornal O Extra.net

Instado pela Equipe de Reportagem deste "O Extra.net", o presidente Mateus Morales não se furtou a comentar sobre o contrato. Confira abaixo e textualmente, suas palavras:

"O contrato foi validado por toda Diretoria Executiva e Conselho Fiscal da Associação Comercial, onde a associação, sentindo uma necessidade de ajudar o poder público a desenvolver a cidade, contratou a consultoria do Leonardo Volpati, que na época tinha o melhor preço. Outras foram procuradas – na época em questão essa teve o melhor preço - e, junto com a ACIF, desenvolvemos um projeto para o desenvolvimento da cidade que está nas mãos do poder público, nas mãos da Prefeitura e que com certeza vai integrar o Plano Diretor da cidade. É uma ideia de desenvolvimento sustentável, com metas definidas, com prazos, baseada em dados, levantamentos estatísticos e feita por diversos profissionais que aí no contrato estão. O trabalho foi muito bem feito. Nós montamos um material para toda sociedade fernandopolense e mais de 150 páginas, só para título de curiosidade, de dados em todos os segmentos e traçamos algumas metas e entregamos ao poder público. É um trabalho muito bem desenvolvido que diversas cidades que fizeram e seguiram um trabalho como esse se desenvolveram de maneira surpreendente".

Empregos: no Brasil derrocando; na região em alta

O Brasil atingiu a maior taxa de desemprego de sua história, registrada oficialmente desde 2012. No terceiro trimestre, o índice chegou a 14,6%, o que, na prática, corresponde a 14,1 milhões de pessoas desempregadas.

Pelos números divulgados pelo IBGE, a região Nordeste concentra a maior taxa (17,9%), enquanto que a Sul a menor (9,4%).

Já pelos idos do Caged – órgão oficial do Ministério da Economia – o mês de Outubro/2020 abriu mais de 394 mil vagas oficiais.

A região foi beneficiada pelo crescimento, com Fernandópolis registrando 618 trabalhadores admitidos com carteira registrada e foram desligados 422. O saldo foi de 196 postos de trabalho. No ano, o saldo agora é positivo, com 5.241 admissões e 5.091 desligamentos, gerando um superávit de 150 empregos com carteira assinada.

Votuporanga abriu 556 novos postos de trabalho em outubro e em 2020 totaliza saldo de 681 novos empregos; Santa Fé do Sul produziu 63, Araçatuba +370, Mirassol +185, Tanabi +45 e São José do Rio Preto +1.294.

Pela primeira vez, o processo de transição de governo

O prefeito Sakata e o vice Santos: em busca de dados para consolidar ações administrativas. Foto: Reprodução Facebook

É um processo geralmente normal e de certa forma institucionalizado, sobretudo nos municípios de maior porte, mas, pela primeira vez na brevíssima história política implantado em Ouroeste: o governo de transição.

A confirmação deu-se através de publicação do prefeito eleito Alex Sakata junto com o vice Júlio Santos, afirmando que a transição está ocorrendo desde a última terça-feira, 24, e tem como objetivo compelir dados a respeito da situação financeira, compromissos contratuais, relações empregatícias e funcionais e outros encargos, para que a partir da assunção, possam adotar medidas que julguem convenientes e que atendam seus compromissos de governo.

26 entidades pedem impeachment do governador João Dória

O governador João Doria, alvo de pedido de impeachment por entidades. Foto: Reprodução/Gov. Estado de SP

Vinte e seis entidades representativas de várias categorias dos servidores públicos pedem impeachment do governador João Dória por crime de responsabilidade. São dois pontos principais do pleito: confisco financeiro de pensionistas e aposentados e mudanças indevidas na lei dos precatórios.

A petição foi entregue ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) Cauê Macris que deliberará preliminarmente sobre o pedido. Assinam o documento entidades de âmbito nacional e estadual ligadas às áreas da educação, segurança, justiça, legislativo, psicologia, serviço social, sistema prisional e judiciário.

O documento também denuncia o uso dos recursos previdenciários dos servidores públicos paulistas para outros fins. Em valores atualizados, o total usado indevidamente atinge R$ 154.892.588.800,00 entre 06/2007 e 06/2020.

Ex-candidato a prefeito de Votuporanga perde o mandato na Câmara

O então candidato Heri durante evento em Rio Preto. Foto: Reprodução/LIDE SJ Rio Preto

Doze dias após o pleito eleitoral onde concorreu contra João Garcia (Pode) e Jorge Seba (PSDB), ficando na segunda colocação com 36% dos votos contra 50% do eleito Seba, o vereador Hery Kattwinkel (PTB) perdeu o seu mandato na Câmara de Votuporanga.

O ato extremo foi decretado pela Justiça Estadual em sentença proferida pelo juiz Sergio Martins Barbatto, da 4ª Vara Cível de lá, que julgou improcedente uma ação movida pelo próprio Hery contra um processo administrativo datada de Maio de 2018, que resultou em sua cassação.

Em seu lugar o Legislativo já convocou o suplente Antônio Alberto Casali, que deve ocupar a vaga até o final da presente legislatura.

Óbvio que, pela decisão ser de primeira instância, ainda cabe recurso às instâncias superiores, porém Kattwinkel terá que recorrer fora do cargo.

Pinato quer saída de Eduardo, filho de Bolsonaro da presidência de Comissão

Os deputados federais por SP Fausto Pinato e Eduardo Bolsonaro. Arte: Jornal O Extra.net

Obs: conteúdo publicado originalmente na quinta-feira, 26, na Coluna .Inside.

Briga de “cachorro grande”, enorme.

Pois desta vez o deputado fernandopolense entrou em contencioso com uma das personalidades mais fortes da atual República: o também deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), que ocupa o cargo de presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados.

Pinato, junto com os deputados Perpetua Almeida (Presidente Frente Parlamentar da Cooperação entre os Países do Brics) e Daniel Almeida (Presidente do Grupo Parlamentar de Amizade Brasil/China), quer a imediata destituição de Eduardo do cargo por ofensas públicas contra a China.

Na segunda, 23, o filho do presidente escreveu — e apagou no dia seguinte — mensagem sobre o 5G, a internet móvel de quinta geração. No post, dizia que o governo brasileiro declarou apoio a uma “aliança global para um 5G seguro, sem espionagem da China”.

Pinato avaliou o post como “uma afronta às boas relações diplomáticas que construímos há mais de 45 anos e que beneficiam os dois países”, justamente o principal parceiro comercial do Brasil na atualidade.

O afastamento de Eduardo depende de ato do presidente da Câmara Rodrigo Maia.

O pai de Eduardo, o presidente Bolsonaro, até agora, se calou a respeito das ofensas proferidas pelo filho, pautada, obviamente, na defesa dos interesses americanos representados pelo quase ex-presidente Donald Trump.

A China, pela primeira vez após vários casos similares, respondeu forte e oficialmente, chegado a afirmar que (caso as calúnias persistam) “vão (os ofensores) arcar com as consequências negativas e carregar a responsabilidade histórica de perturbar a normalidade da parceria China-Brasil”.

Financiamentos imobiliários só crescendo

Os financiamentos imobiliários com recursos das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) atingiram R$ 13,86 bilhões em outubro de 2020, com crescimento de 7,4% em relação a setembro e alta de 84% comparativamente ao mesmo mês do ano passado. Em valores nominais, o volume financiado em outubro marca o segundo recorde mensal consecutivo da série histórica iniciada em julho de 1994. Entre os primeiros dez meses de 2019 e de 2020, os empréstimos destinados à aquisição e construção de imóveis avançaram 48,8%, atingindo R$ 92,67 bilhões, superando o resultado de todo o ano passado.

Presidência da Câmara: a nova pauta

Eis onde deve se concentrar as atenções políticas nos próximos dias. Com novas composições e sempre sob influência dos Executivos, as Câmaras da região definirão suas Mesas Diretoras e as presidências na virada do ano. Por aqui, despontam, inicialmente, três nomes: Murilo Jacob, João Pedro Siqueira e Gustavo Pinato. Todos componentes da base governista de André Pessuto. O primeiro presidente e que conduzirá a sessão de posse será o advogado João Paulo Cantarela,

Comércio em queda livre: -8,4%

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, recuou 0,3% em outubro na comparação mensal dessazonalizada, de acordo com dados apurados pela Boa Vista. Na avaliação acumulada em 12 meses, o indicador apresenta retração de 6,1%. No acumulado do ano a queda é de 7,9% contra o mesmo período do ano passado. Já em relação ao mesmo mês de 2019, o varejo caiu 8,4%.

Black lives matter in Brazil?

16 anos após os clepitomaníacos petistas vem isso…Pois o presidente da Fundação Cultural Palmares Sérgio Camargo confirmou que irá retirar as homenagens concedidas a pelo menos 24 nomes. O presidente, que também é negro, já removeu Benedita da Silva (política petista) e a ex-ministra Marina Silva (Rede). Agora mira, dentre outros, Gilberto Gil, Elza Soares. Camargo foi nomeado por Bolsonaro e é conhecido pelo negacionismo do racismo no Brasil e já afirmou que o movimento negro “é uma escória maldita formada por vagabundos”.

Associação Comercial e premiação

A Associação Comercial e Industrial de Jales é finalista pelo segundo ano seguido do Prêmio AC Mais da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo. A lista das entidades que estão na final foi divulgada nesta quarta-feira, 25 de novembro e a tradicional premiação ocorre desde 2014, reconhecendo as associações comerciais que obtiveram melhores resultados, atendendo às necessidades dos associados, colaboradores, fornecedores, sociedade e outras entidades parceiras. 

Ebitda da Tereos: +81%

A Tereos Açúcar & Energia Brasil, subsidiária do Grupo Tereos, segundo maior produtor de açúcar do mundo, fechou o primeiro semestre do ano-safra 2020/21 (abril a setembro de 2020) com alta de 39% em sua receita, com um faturamento de R$ 1,654 bilhão. No primeiro semestre do ano-safra passado, a receita foi de R$ 1,191 bilhão. O EBITDA ajustado fechou em R$ 726 milhões, uma alta de 81%, se comparado ao período anterior, em que o valor chegou a R$ 402 milhões. A informação foi compartilhada pela subsidiária de Olímpia.

28 de novembro é o 332.º dia do ano no calendário gregoriano (333.º em anos bissextos). Faltam 33 para acabar o ano. No Brasil é o Dia do Soldado Desconhecido.

Acontecimentos:

1520 — Uma expedição sob o comando de Fernão de Magalhães passa pelo Estreito de Magalhães.

1660 — No Gresham College, doze homens, entre eles Christopher Wren, Robert Boyle, John Wilkins e Robert Moray, decidem fundar o que mais tarde é conhecido como Royal Society.

1943 — Segunda Guerra Mundial: Conferência de Teerã — O Presidente dos Estados Unidos Franklin D. Roosevelt, o Primeiro-ministro britânico Winston Churchill e o líder soviético Joseph Stalin encontram-se em Teerã para discutir a estratégia de guerra.

1964 — Programa Mariner: a NASA lança a sonda Mariner 4 em direção a Marte.

1975 — Timor-Leste declara sua independência de Portugal.

2016 — Voo LaMia 2933, transportando a equipe de futebol da Chapecoense, cai perto de Medellín na Colômbia, matando 71 pessoas e deixando 6 feridos.

Alan, Jakson e Neto no dia em que receberam a taça de campeões da Copa Sulamericana | Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

Nascimentos:

1681 — Jean Cavalier, líder rebelde francês (m. 1740).

1757 — William Blake, poeta, pintor e gravador britânico (m. 1827).

1820 — Friedrich Engels, intelectual alemão (m. 1895).

1829 — Anton Rubinstein, pianista, maestro e compositor russo (m. 1894).

1862 — Maria Antónia de Bragança, duquesa de Parma (m. 1959).

1908 — Claude Lévi-Strauss, antropólogo belga (m. 2009).

1935 — Masahito, príncipe japonês.

1941 — Benito di Paula, pianista, cantor e compositor brasileiro.

1983 — Maurício Meirelles, ator e comediante brasileiro.

1985 — Tiago Iorc, cantor e compositor brasileiro.

Falecimentos:

741 — Papa Gregório III (n. 690).

1861 — Manuel Antônio de Almeida, escritor brasileiro (n. 1831).

1975 — Erico Verissimo, escritor brasileiro (n. 1905).

2014 — Roberto Gómez Bolaños, ator e comediante mexicano (n. 1929).

Roberto Gómez Bolaños como Chaves. Foto: Divulgação/Televisa

2016

Ailton Canela, futebolista brasileiro (n. 1994).

Ananias, futebolista brasileiro (n. 1989).

Arthur Maia, futebolista brasileiro (n. 1992).

Bruno Rangel, futebolista brasileiro (n. 1981).

Caio Júnior, futebolista e treinador brasileiro de futebol (n. 1965).

Cléber Santana, futebolista brasileiro (n. 1981).

Danilo, futebolista brasileiro (n. 1985).

Delfim de Pádua Peixoto Filho, advogado e político brasileiro (n. 1941).

Dener, futebolista brasileiro (n. 1991)

Deva Pascovicci, narrador esportivo brasileiro (n. 1965).

Filipe Machado, futebolista brasileiro (n. 1984).

Gil, futebolista brasileiro (n. 1987).

Gimenez, futebolista brasileiro (n. 1995).

Josimar, futebolista brasileiro (n. 1986).

Kempes, futebolista brasileiro (n. 1983).

Lucas Gomes, futebolista brasileiro (n. 1990).

Marcelo, futebolista brasileiro (n. 1991).

Mário Sérgio, futebolista, treinador de futebol e comentarista brasileiro (n. 1950).

Mateus Caramelo, futebolista brasileiro (n. 1994).

Matheus Biteco, futebolista brasileiro (n. 1995).

Paulo Júlio Clement, jornalista brasileiro (n. 1965).

Sandro Pallaoro, empresário (n. 1966).

Sergio Manoel, futebolista brasileiro (n. 1989).

Thiego, futebolista brasileiro (n. 1986).

Tiaguinho, futebolista brasileiro (n. 1994).

Victorino Chermont, repórter esportivo brasileiro (n. 1973).

últimas