PRONUNCIAMENTO

FerNatal cancelado: “estão proibidos eventos com aglomeração”, lamenta prefeito

FerNatal cancelado: “estão proibidos eventos com aglomeração”, lamenta prefeito

André Pessuto comunicou a população fernandopolense sobre o cancelamento do referido evento durante pronunciamento nas redes sociais

André Pessuto comunicou a população fernandopolense sobre o cancelamento do referido evento durante pronunciamento nas redes sociais

Publicada há 1 ano

Breno Guarnieri

No início da noite desta segunda-feira, dia 30, o prefeito André Pessuto, por meio de uma live nas redes sociais, comunicou a população de Fernandópolis que o FerNatal e o Presépio Vivo foram cancelados em 2020, em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).  

“FerNatal e o Presépio Vivo, dois eventos de aglomeração, infelizmente não serão realizados neste ano, devido à pandemia. A Prefeitura estava preparada para fazer um grande evento, aumentando o Presépio Vivo, que, inclusive, já teve repercussão a nível nacional, mas o governador de São Paulo (João Doria) baixou decreto e não podemos fazer eventos com aglomeração. Vamos fazer algo simples, infelizmente, a cidade será prejudicada, pois o Presépio Vivo, em breve, vai virar uma atração turística regional”, diz André Pessuto.

Durante a live o prefeito também comentou sobre as casas da CDHU e fez questão de deixar claro que a Prefeitura fez tudo o que tinha que ser feito para entregar os imóveis no mês de dezembro, porém, o atraso aconteceu por causa de algumas pessoas que tentaram burlar o sistema da CDHU.

“A Prefeitura fez tudo o que tinha que ser feito para serem entregues as casas em dezembro, mas algumas pessoas tentaram burlar as leis implantadas, mas pelo ‘pente fino’ que a CDHU realizou tais pessoas perderam as casas e os suplentes foram chamados, por isso a demora para a entrega. As casas estão prontas, faltando apenas a parte elétrica realizada pela Elektro. A nova previsão de entrega é para o 1º trimestre de 2021”, salienta.

No final do pronunciamento nas redes sociais, André Pessuto também reforçou que a Prefeitura tem atuado diretamente no combate à queimada que acontece em um terreno atrás do frigorífico, às margens da Avenida Getúlio Vargas, zona leste de Fernandópolis.

“É uma represa desativada, onde há animais mortos de muito tempo, ficando um fogo subterrâneo. Não foi responsabilidade da Prefeitura, mas estamos atuando. A Cetesb foi comunicada. As equipes da Defesa Civil e Secretaria Municipal de Meio Ambiente acompanham o caso”, finaliza André Pessuto.

Segundo apurou a reportagem, será averiguado pelo Meio Ambiente e demais órgãos se houve crime ambiental.

André Pessuto durante pronunciamento à população nas redes sociais 

últimas