SÓ O COMEÇO?

Heranças "Malditas"! Alex herda R$ 4 milhões em dívidas do Ipremo; Luis Henrique R$ 9 milhões em restos a pagar

Heranças "Malditas"! Alex herda R$ 4 milhões em dívidas do Ipremo; Luis Henrique R$ 9 milhões em restos a pagar

Jales é de "restos a pagar"; em Ouroeste somente com Previdência

Jales é de "restos a pagar"; em Ouroeste somente com Previdência

Publicada há 1 mês

Heranças "Malditas"! Alex herda R$ 4 milhões em dívidas do Ipremo; Luis Henrique R$ 9 milhões em restos a pagar

Certamente ocorrerão divulgações com números bem maiores que estes. Basta aguardamos a publicação dos primeiros dados oficiais ao final deste mês. Mas, por enquanto e aos picadinhos, alguns vão surgindo.

Em Ouroeste, a dupla Alex Sakata e Júlio Santos divulgaram, juntos, a informação de que herdaram uma dívida com o Instituto Municipal de Previdência (Ipremo) na casa dos R$ 4 milhões (isso sem computar os juros a incidirem). Óbvio que os valores deverão ser quitados a partir do próximo mês e também é claro que somente um programa de parcelamento permitirá a correção dos rumos. Sakata classificou a situação financeira da Prefeitura como “extremamente delicada”.

Já em Jales o espólio é outro. Luis Henrique bradou que recebeu o cofre municipal sem um centavo e com um surpreendente “restos a pagar” na ordem de R$ 9 milhões. Ele se queixou que o ex-prefeito Flá Prandi sequer quitou as rescisões contratuais de seus ex-assessores. Por outro lado, o antecessor fez questão de lembrar: assumiu com R$ 13 milhões de “restos a pagar”.

O jus sperniandi é um direito de todos que assumiram, sobretudo os oposicionistas. Só não o detêm aqueles que foram reeleitos ou que venceram com o apoio dos ex-prefeitos.




últimas