INVESTIGAÇÃO

PM afasta policial que atirou e matou ajudante de pedreiro

PM afasta policial que atirou e matou ajudante de pedreiro

O fato ocorreu durante o atendimento a uma ocorrência

O fato ocorreu durante o atendimento a uma ocorrência

Publicada há 1 mês

Da redação

A Polícia Militar abriu inquérito para apurar a conduta do policial que atirou e matou um pedreiro durante atendimento a uma ocorrência na última sexta-feira, 19, no bairro Vista Alegre, em Fernandópolis.

Na noite de segunda-feira, a Polícia Militar divulgou dois vídeos gravados por pessoas que estavam no local, e que já estavam circulando nas redes sociais.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a princípio, a polícia havia sido chamada para atender a uma ocorrência de atropelamento, em que a mulher da vítima seria a autora, e teria deixado o local do acidente sem prestar socorro.

Os policiais então foram até a casa da mulher, porém não a encontraram. Segundo eles, o marido dela se negou a dar maiores informações sobre o paradeiro da esposa, e iniciou uma discussão com os policiais.

Nas imagens do vídeos, dá pra ver o homem sendo imobilizado por um policial com o golpe conhecido como "mata leão". Foi quando a mulher dele apareceu e aumentou ainda mais a confusão. Dá pra ouvir no áudio uma voz dizendo: "ele vai morrer".

Em seguida, o homem consegue escapar e entra para dentro de sua residência e volta com uma espécie de pedaço de ferro nas mãos. Os policiais alegam que o homem estaria com uma marreta ou um martelo, ameaçando um policial. Na sequência, ouve-se dois disparos e muita gritaria. Dá pra ouvir também os gritos de "ai, ai, mãe", provavelmente da vítima.

O Samu foi chamado porém ao chegar ao local a ajudante de pedreiro já estava sem vida.

O policial ficará afastado até que o inquérito seja concluído.

A mulher da vítima está presa acusada de lesão corporal, omissão de socorro, fuga do local do acidente, além do crime de resistência. 

últimas