POLÍTICA

Absurdo! Já haverá mais rio-pretenses mortos pela Covid que turmalinenses vivos

Absurdo! Já haverá mais rio-pretenses mortos pela Covid que turmalinenses vivos

Confira também: Fernandópolis é a 41ª cidade que mais vacinou no Estado de SP

Confira também: Fernandópolis é a 41ª cidade que mais vacinou no Estado de SP

Publicada há 1 ano

Só em Rio Preto, Covid já matou o equivalente a uma “Turmalina” inteira

O secretário de Saúde de Rio Preto Aldenis Borim. Foto: Divulgação P.M. SJ Rio Preto

Em meio a tantos números e estatísticas pandêmicas, misturadas com imbecis discursos de ignóbeis, começamos a nos habitual com tragédias e a minorar o que dantes era objeto de plena consideração. Pois nesta semana praticamente atingimos um desses índices que, se não rememorado, poderia passar incólume.

Pois somente em Rio Preto, com seus 464.983 habitantes, cidade bem aqui pertinha e nosso centro regional, já morreram vitimados por essa tragédia praticamente uma Turmalina inteira.

Absurdo!

Explicando melhor, baseado em dados de sexta-feira, 09, o Coronavírus já havia dizimado 1.655 rio-pretenses (59.916 casos acumulados); Turmalina tem população atual, segundo o IBGE, de 1.696 pessoas. Exata diferença de 41 habitantes baseada em números de sexta. Hoje certamente já está menor e, em breve futuro, haverá mais rio-pretenses mortos que turmalinenses vivos.

São tantas mortes – algumas certamente evitáveis com melhor condução na Saúde Pública – que nos move a outro comparativo: - no Estado de São Paulo já se encaminhou 81.750 paulistas para os cemitérios (dados de sexta, 09).

Sabe o que isso significa?

12.348 mortes a mais que toda a população de Fernandópolis (69.402 habitantes) e a caminho de ultrapassar todos os habitantes de Votuporanga (95.338).

Quanto ao Brasil, melhor nem focarmos! Basta lembrar que é o país mais mortal da face da Terra.

Fernandópolis é a 41ª cidade que mais vacinou no Estado de SP

Prefeito Pessuto acompanha a montagem da Usina de Oxigênio na UPA. Imagem: Facebook

Os dados são oficiais, do site Vacinômetro, da Secretaria Estadual de Saúde do governo de SP.

Fernandópolis, atualmente, é a segunda cidade (dentre os municípios de maior porte da macrorregião) que mais vacinou, proporcionalmente a sua população.

Pelos dados auferidos na última sexta, 09, dos 69.402 habitantes, já foram imunizados 12.002, o que corresponde a 17,3% do total.

À frente está somente Santa Fé do Sul que ocupa a 31ª posição com 18,1% da população vacinada (5.902 dos 32.563 moradores).

Tanto Fernandópolis como Santa Fé caíram no ranking estadual no comparativo semanal, pois estavam em 34º e 27º posto em 01/04/2021.

Jales ocupa a 56º posição com 16,8% de imunizados; Votuporanga a 86º com 15,8% e Rio Preto a 139º com 14,5%.

Dentre os municípios de menor porte da microrregião, os destaques continuam com Turmalina, que tem 24,8% dos habitantes imunizados e está na 5ª colocação estadual; Indiaporã com 19,6% na 21ª posição e Pedranópolis no 29º posto com 18,3%.

15 empresários "levantaram" Hospital de Campanha; Facchini doou R$ 1 milhão

A informação circulou originariamente na Coluna .Inside de sexta-feira, 09.

O empresário Marcelo Facchini, da fabricante de implementos rodoviários que leva o sobrenome, foi o grande benemérito que possibilitou a abertura do Hospital de Campanha em Votuporanga. Através da Facchini S/A foi concretizada uma doação no valor de R$ 1 milhão para a instalação dos 23 novos leitos e dos sete respiradores de ventilação mecânica.

O rol de doadores não foi oficialmente divulgado pela municipalidade, mas se aventa que nele estão outras 12 empresas e dois profissionais liberais: Gallego, Frango Rico, Agromec, HSA, Soberana, Astra Turismo, Supermercados Muffato, Cantóia Figueiredo, Garfus Restaurantes, Cenemed, Votubox, Zezinho Calhas, Atraente Móveis, Espumarão Colchões, o empresário Fernando Maciel e a médica Mariana Ruche. Estes entraram na empreitada com cessão de equipamentos, mão-de-obra, materiais ou até dinheiro.

Facchini, além do valor financeiro, também irá arcar, além das despesas da contratação de profissionais para integrar equipe e medicamentos. Ele também disponibilizará para cidades da região de Rio Preto e Votuporanga, o abastecimento de oxigênio mediante a doação de três tanques de grande capacidade, que serão abastecidos diariamente com 50 cilindros.

OUTRAS AÇÕES

A empresa tem se pautado por participar de diversas ações sociais. Dentre elas estão:

• Auxílio para a Associação Desportiva para Deficientes, em que mais de 160 crianças e adolescentes com deficiência física e intelectual;

• Auxílio para o Hospital Pequeno Príncipe, no qual recebem diversos projetos, como Projeto Cuidado / Saúde Integral, que visa oferecer assistência em saúde, com qualidade e humanização aos pacientes em tratamento;

• Projeto Pelo Direito a Vida III (FIA), que busca, a partir de investimentos continuados, contribuir para aumentar as chances de cura e reduzir a mortalidade infanto-juvenil;

• Projeto Papai Noel, que propõe um espetáculo musical por meio de projeção mapeada na fachada do Hospital Pequeno Príncipe, e tem como objetivo promover acesso à cultura totalmente gratuita e também aproximar a temática natalina como união e família;

• A Fundação Faculdade Regional de Medicina de São José do Rio Preto – FUNFARME agrega diversas especialidades;

• O Instituto do Câncer, Hemocentro, Instituto de Reabilitação Lucy Montoro e o Hospital da Criança e Maternidade;

• O Hospital de Base, atualmente, possui 65 programas de residência médica, com 599 médicos residentes, além de diversos projetos, como “Adote Um Leito UTI Neo” e tem como proposta principal garantir a sustentabilidade para o dia a dia da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, e ao adotar um ou mais leitos, pelo período de 12 meses, o doador viabiliza a manutenção e a melhoria de todos os serviços. Este projeto, ao todo, tem o valor de R$ 8.063.360,00;

• O projeto “Adote Um Leito Idoso”, que tem como proposta garantir a assistência integral aos pacientes graves portadores de doenças transmitidas por via respiratória, como COVID-19, SARS, e outras. O objetivo desta proposta é fornecer materiais, medicamentos e insumos hospitalares durante os 12 meses de plano e investir no conforto dos pacientes e seus familiares, priorizando o estabelecimento de sintomas. Ao todo o valor deste projeto é de R$ 7.314.137,87; 

• Hospital de Amor de Barretos, que no início de 2021 recebeu a doação de R$ 450 mil para o Instituto Sociocultural do Hospital;

Também cedeu recentemente 10 mil máscaras e R$ 100 mil para o Hospital de Base de Rio Preto e 11 toneladas de alimentos para a ação social "Band Contra a Fome".

Quiçá tais atitudes também sejam contagiantes!

Luis Henrique prepara Refis em Jales; Alex Sakata já institui em Ouroeste

Prefeito apresenta projeto tentando minorar efeitos da pandemia nos empresários e populares de Jales. Foto: P.M. Jales

Regime de "urgência urgentíssima" justifica o protocolo de um Projeto de Lei que anistia de multa e o cancelamento de juros com 100% de desconto para pagamento à vista; 70% de desconto para pagamento parcelado que poderá ser feito 12 parcelas (caso seja aderido ao parcelamento até o dia 30 de abril) ou em 10 parcelas (caso seja aderido até o dia 31 de maio).

Trata-se do Refis de Jales, enviado à Câmara pelo prefeito Luis Henrique Moreira (PSDB), a pedido de vereadores e que carece de aprovação imediata, face ao parco tempo para que os contribuintes possam aderir ao programa (até 31 de Maio).

Em Ouroeste o prefeito Alex Sakata já instituiu o parcelamento mediante legislação específica. No caso de pagamento à vista os devedores terão até 90% de desconto dos juros e multas. O prazo para obter os benefícios de parcelamento ou desconto de até 90% dos juros no pagamento à vista é a partir do dia 25 de março e vai até o dia 22 de junho de 2021. As pessoas com dívidas deverão comparecer no setor de tributos da Prefeitura de Ouroeste.

O benefício vale para débitos vencidos até 31 de Dezembro de 2020.

NA FASE VERMELHA MAS COM AULAS

Essa insistência chega a ser ridícula! Pois o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM) anunciou na sexta-feira (9) a volta das atividades nas escolas de educação básica a partir de segunda-feira (12) e início das aulas presenciais na quarta-feira (14). A retomada ocorrerá de forma gradual e facultativa, com limite máximo de 35% dos alunos.

USINA SALVADORA

E na noite de quinta, 08, entrou em funcionamento a Usina de Oxigênio da UPA de Fernandópolis. Celebrada (justificadamente) como uma grande conquista do governo municipal de Pessuto, suprirá a demanda estimada atualmente em 25 cilindros por dia. Normalmente (sem pandemia), o consumo é de 18 cilindros por mês. Garantia de suprimento!

REJEIÇÃO + CPI = ?

Pesquisa EXAME/IDEIA, divulgada ontem, 09, apontou que a rejeição ao governo Jair Bolsonaro chegou a 51,5% (ruim e péssimo). 24% dos eleitores aprovam a gestão dele e 22% acham regular. Os que não sabem responder somam 2,5%. 55% dos entrevistados reprovam a maneira como Bolsonaro gerencia a crise do coronavírus (16% de ruim e 39% de péssimo). Os dados mostraram que 23% aprovam o trabalho dele na pandemia (9% de ótimo e 14% de bom). Ao todo, 20% acham regular e 2% não sabem responder. 

ACIF E SINDICATO RURAL

Boas ações merecem repercutir! Pois a ACIF e o Sindicato Rural realizam doações de fundamental importância neste período pandêmico. O primeiro, através da campanha "RespirAção" já arrecadou R$ 200 mil, que está sendo convertido em equipamentos e medicamentos para a Santa Casa e UPA; o segundo fez uma doação de 700 testes TR Covid-19 IGM/IGG, além de cessões a vários municípios de sua área de atuação.

"... se me tacou pedra vai levar pedra de volta".

Do deputado federal fernandopolense, referente aos recentes contenciosos com o também deputado e filho do presidente Eduardo Bolsonaro. Ele lembrou que ambos jogavam bola juntos, que está aberto ao diálogo e a construção da união da "direita", mas garantiu, que se for agredido, revidará.

10 de abril é o 100.º dia do ano no calendário gregoriano (101.º em anos bissextos). Faltam 265 para acabar o ano. É o Dia Nacional do Engenheiro do Exército e da Engenharia Militar.

Acontecimentos:

428 — Nestório se torna o Patriarca de Constantinopla.

847 — É eleito o Papa Leão IV.

1710 — O Estatuto da Rainha Ana, a primeira lei que regula os direitos autorais, entra em vigor na Grã-Bretanha.

1815 — O vulcão Tambora começa uma erupção de três meses de duração, terminando em 15 de julho. A erupção em última instância, mata 71 000 pessoas e afeta o clima da Terra nos dois anos seguintes.

1912 — O RMS Titanic deixa o porto de Southampton (foto abaixo), Inglaterra, em sua primeira e única viagem.

1919 — O líder da Revolução Mexicana, Emiliano Zapata, é emboscado e morto por forças do governo em Morelos.

1953 — A Warner Bros. estreia House of Wax, o primeiro filme 3D de um grande estúdio norte-americano.

1970 — Paul McCartney anuncia que está deixando os Beatles por razões pessoais e profissionais.

1972 — Setenta e quatro nações assinam a Convenção sobre as Armas Biológicas, o primeiro tratado multilateral de desarmamento que proíbe a produção de armas biológicas.

2019 — O projeto Event Horizon Telescope captura a primeira imagem do horizonte de eventos de um buraco negro (M87*).

Nascimentos:

401 — Teodósio II, imperador romano (m. 450).

1755 — Samuel Hahnemann, médico alemão, "Pai" da Homeopatia (m. 1843).

1762 — Giovanni Aldini, físico italiano (m. 1834).

1803 — Johann Jakob Kaup, naturalista alemão (m. 1873).

1847 — Joseph Pulitzer, jornalista, editor e político húngaro (m. 1911).

1906 — Thomas S. Gates, banqueiro e político estadunidense (m. 1983).

1914 — Lady Laura, costureira brasileira (m. 2010).

1928 — Noite Ilustrada, cantor e compositor brasileiro (m. 2003).

1932 — Omar Sharif, ator egípcio (m. 2015).

1952 — Steven Seagal (foto abaixo), ator estadunidense.

1956 — Gustavo Franco, economista brasileiro.

1958 — Bob Bell, engenheiro automobilístico britânico.

1973 — Roberto Carlos, ex-futebolista e treinador de futebol brasileiro.

1987 — Maya Gabeira, surfista brasileira.

Falecimentos:

879 — Luís II de França (n. 846).

1585 — Papa Gregório XIII (n. 1502).

1907 — Teixeira de Melo, escritor brasileiro (n. 1833).

1919 — Emiliano Zapata, revolucionário mexicano (n. 1879).

1967 — Viriato Correia, jornalista e escritor brasileiro (n. 1884).

1985 — Cora Coralina (foto abaixo), escritora brasileira (n. 1889).

2015 — Barbara Heliodora, ensaísta, tradutora e crítica de teatro brasileira (n. 1923).

últimas