NÃO É O MOMENTO

Professor é contra aulas presenciais: “Parece que escondem casos de Covid nas escolas”

Professor é contra aulas presenciais: “Parece que escondem casos de Covid nas escolas”

Um abaixo-assinado está registrando votos de ‘Sim’ e ‘Não’ para a retomada de atividades com 35% de alunos em sala

Um abaixo-assinado está registrando votos de ‘Sim’ e ‘Não’ para a retomada de atividades com 35% de alunos em sala

Publicada há 1 ano

Professor Fernando Henrique Bento Martins

João Leonel

O professor Fernando Henrique Bento Martins, que leciona no Programa de Ensino Integral da EE Hilda Bertoncini Rodrigues, em Pedranópolis, procurou o “Extra.net” para se posicionar contra o retorno das aulas presenciais na região.

“Estamos chegando, quase que diariamente, a 100% das vagas de UTIs ocupadas, não tem coerência retornar nesse momento. Deveríamos esperar um pouco mais, de 15 a 20 dias, para observarmos como a doença vai evoluir com reabertura do comércio, para termos um parâmetro”, declara.

Além dos riscos de contaminação de alunos e professores, Fernando alerta para uma possível falta de transparência na divulgação de casos. 

“Um aluno de uma escola em Fernandópolis perdeu a mãe, vítima de Covid, e ninguém fala da possibilidade da contaminação desse aluno ter ocorrido na escola e ele levado essa doença para sua casa. Parece que escondem casos assim”, diz.

Fernando fala também de um caso na sede da Diretoria Regional de Ensino de Fernandópolis.

“Tem uma funcionária em estado grave, intubada na Santa Casa. Ela trabalha na própria DRE”, cita o professor.

Outro ponto salientado por Fernando, é que, mesmo com o retorno das aulas presenciais, o ensino online não para. 

“Continuamos trabalhando com os dois modelos de ensino, em sala de aula, com alunos presentes, e também através da internet, online. E vivemos momentos de angústia, não conseguimos conciliar essas duas situações, não dá pra escolher a quem responder primeiro, para qual aluno direcionar uma atenção especial”, disse.

O professor está divulgando um abaixo-assinado virtual e faz um apelo para que funcionários, professores, mães e pais de alunos participem.

“É pela vida, contra esse equívoco do governo estadual que pode custar a vida de professores, alunos e familiares que pedimos a participação nesse abaixo-assinado. Temos que mostrar nossa insatisfação com essa medida tomada num momento inoportuno, que traz muitos riscos a todos nós”, conclui Fernando, que foi infectado pelo coronavírus na última semana do rápido retorno das aulas entre os meses de fevereiro e março deste ano.

Para acessar o abaixo assinado basta clicar aqui!


Confira também: Dirigente de ensino garante condições para alunos e professores: “Escola é solução”

Sem informações, Secretaria da Educação deixa realidade regional “no escuro”

últimas