POLÍTICA

Vice-governador (e candidato) anuncia, no sábado, investimento de R$ 500 mil em Fernandópolis

Vice-governador (e candidato) anuncia, no sábado, investimento de R$ 500 mil em Fernandópolis

Rodrigo Garcia vem após visita de seu adversário, Geraldo Alckmin, à região

Rodrigo Garcia vem após visita de seu adversário, Geraldo Alckmin, à região

Publicada há 5 meses

E após protagonizar, há praticamente dois meses (clique aqui para relembrar) a polêmica da criação do Aglomerado Urbano dos Grandes Lagos, eis que o atual vice-governador Rodrigo Garcia, já devidamente trajando a indumentária tucana, aportará em Fernandópolis neste sábado, 24.

E, cumprindo compromisso firmado com está coluna naquela oportunidade, o vice-governador inaugurará oficialmente a sede da 1ª Companhia de Policiamento Militar de Fernandópolis, uma obra obra orçada em R$ 500 mil e executada com recursos próprios do município.

E mais!

Naquela mesma ocasião pretérita, Garcia afirmou-nos que além da entrega, faria anúncio de novas conquistas para a cidade.

Pois agora está descortinado com a confirmação da autorização para implantação da Casa da Juventude na cidade. Fernandópolis foi selecionada entre 40 cidades e terá investimento de R$ 500 mil reais, numa parceria entre Estado e Município e vai oferecer desenvolvimento de competências, habilidades e atitudes através de qualificação e apoio ao jovem no início da sua vida profissional. 

Tal conquista deriva, e muito, da atuação pessoal do vice-prefeito Artur Silveira (na foto com Analice Fernandes e Marco Vinholi) e Rodrigo também deve liberar a recuperação funcional da Estrada Vicinal do Programa Novas Vicinais e a implantação do programa Rotas Rurais e entregas de drones, além de participar da entrega de cestas do programa 'Alimento Solidário'.

Enquanto isso...

  • na polarização político/eleitoral que deve canalizar as Eleições 2022 no Estado, Geraldo Alckmin (PSDB),contendor declarado de Garcia, estará amanhã, 23, em Nhandeara, reunido com prefeitos, políticos e lideranças. Ambos concorrerão à sucessão de João Doria (PSDB) que vai para a disputa presidencial;
  • André Pessuto (DEM), aliado de primeira hora de Garcia, tem o homérico desafio de continuar a manter o status ou migrar para o lado "Alckmista", defendido por seu padrinho político Fausto Pinato (PP);
  • Carlão Pignatari (PSDB), do alto do comando da Assembleia Paulista, vem para a cidade com o deputado federal olimpiense Geninho Zuliani (DEM), prelúdio de polêmica?

últimas