POLÍTICA

Região recebe R$ 8,5 milhões para Turismo; só Santa Fé terá R$ 1,8 milhão

Região recebe R$ 8,5 milhões para Turismo; só Santa Fé terá R$ 1,8 milhão

Recursos vêm do Estado e até o final de 2021 aporta mais

Recursos vêm do Estado e até o final de 2021 aporta mais

Publicada há 9 meses

Vale, e muito, lutar para incluir a cidade no rol dos "Municípios de Interesse Turístico" (MIT), inicialmente, e, após, consolidá-la como "Estância Turística".

Exemplo que comprova a assertiva está na liberação de R$ 8,5 milhões da Secretaria Estadual de Turismo para cinco municípios da região que já estão nesse rol, para "turbinar o setor no período pós-Covid-19", confirmada ontem, 09, pelo vice-governador (e candidatíssimo) Rodrigo Garcia (PSDB).

A maior fatia, fazendo-se justo, foi direcionada para Olímpia, sede do principal polo do setor na América Latina, que receberá R$ 2,2 milhões; a paradisíaca Santa Fé do Sul terá à disposição R$ 1,8 milhão, enquanto que Ibirá, Ilha Solteira e Pereira Barreto ficam com R$ 1,5 milhão.

Cada uma das prefeituras terá que elaborar projetos de acordo com suas conveniências e tê-los aprovados na Secretaria para a liberação dos valores que aportarão em ótima hora.

Enquanto isso...

  • É esperado para breve nova liberação por parte da pasta do Turismo estadual. Desta vez beneficiando os municípios classificados como "de Interesse Turístico", o que engloba várias cidades da região, tais como Ouroeste, Valentim Gentil, Fernandópolis, Jales, Votuporanga, Mira Estrela, Riolândia, Cardoso e Paulo de Faria.
  • Várias outras cidades da região pleiteam o "selo" de MIT e há projetos de lei em tramite na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), em processo de votação, seja em plenário ou nas comissões.
  • Seguem as obras de construção da Casa do Artesão na Praça Joaquim Antônio Pereira em Fernandópolis, que tem recursos (R$ 274 mil) oriundos de convênio com a Secretaria de Turismo por meio do MIT. A previsão é de inauguração até o final deste ano.


últimas