POLÍTICA

Em 12 anos, Fernandópolis "ganha" 4.984 habitantes; Votuporanga 11.414; Jales 2.279 e Santa Fé 1.924

Em 12 anos, Fernandópolis "ganha" 4.984 habitantes; Votuporanga 11.414; Jales 2.279 e Santa Fé 1.924

Veja também! Pesquisa SP: Empate quádruplo para governador

Veja também! Pesquisa SP: Empate quádruplo para governador

Publicada há 11 meses

Fernandópolis "ganha" 4.984 habitantes em 12 anos; Votuporanga 11.414; Jales 2.279 e Santa Fé 1.924

Vista aérea de Fernandópolis. Foto: Reprodução P.M. Fernandópolis

Os comparativos envolvem dados divulgados pelo IBGE nesta sexta-feira, 27 e confrontados com os oriundos do Censo de 2010, sendo que os atuais foram quantificados por estimativa pelo órgão.

E segundo os números, Fernandópolis saltou de 64.696 habitantes há 12 anos para 69.680 atualmente, uma progressão positiva de 4.984 moradores.

Comparando com outras cidades de maior porte no noroeste paulista, temos que Votuporanga chegou aos 96.106 habitantes contra 84.692 apurados no Censo anterior, numa progressão de 11.414. Jales, no mesmo período passou de 47.012 pessoas para 49.291, ou seja, crescimento de 2.279. Já Santa Fé atingiu 32.796, aumentando sua população em 1.924 moradores.

Quem mais ascendeu por aqui foi, logicamente, São José do Rio Preto, que pulou dos 408.258 habitantes para 469.173. Acréscimo de 60.915.

A nível estadual, São Paulo chegou a 46,649 milhões de pessoas (anteriormente era 46,289 milhões) e a população brasileira foi estimada em 213.317.639 habitantes.

Tais números ganham relevância pois são aplicados para quantificar repasses de recursos federais e estaduais aos municípios em ordem pro rata ao número de habitantes.

No cálculo realizado pelo IBGE não fora considerado os efeitos (óbitos/nascimentos) da pandemia de Covid-19.

Aumento de 22%? Dá para rir à toa!

Quem, nos dias atuais, não soltaria fogos de artifício de tivesse seus rendimentos aumentados em 22%?

Pois esse é o salto previsto para abastecer os cofres do erário municipal de Votuporanga, e que deve ficar à disposição do prefeito Jorge Seba (PSDB), segundo a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) relativa ao exercício de 2022.

Com esse aumento, o orçamento sobe para aproximadamente R$ 430 milhões e deve ser o maior da região, ficando atrás somente de Rio Preto.

Porém nem tudo é festa, ao menos segundo o secretário municipal da Fazenda Deosdete Aparecido Vechiato tenta explicar.

No seu entender, a alta elevação provém, em parte, do 'conservadorismo' utilizado no orçamento anterior, motivado pela precaução advinda do período pandêmico e também há um precatório judicial a vencer no próximo ano no valor de R$ 10 milhões (ação de um grupo de servidores públicos).

João Dado com Alckmin x Carlão Pignatari com Garcia

Alckmin, Santos e Dado no Palácio dos Bandeirantes. Foto: Arquivo 2017/P.M. Votuporanga

E no progressista município vizinho, eis que possível cenário de completo racha político se anuncia como possível (ou provável) no horizonte.

Com a quase sacramentada migração do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) para o PSD de Geraldo Kassab, visando disputar o Palácio dos Bandeirantes, e o apoio do deputado Carlão Pignatari (PSDB) à candidatura de Rodrigo Garcia (PSDB), uma singular situação se formou: - num polo deve ficar João Dado, líder municipal do PSD, apoiando Geraldo e talvez até disputando uma vaga para a Assembleia Estadual e, no outro, Carlão, recandidato abraçando a candidatura de Garcia, com Seba junto e misturado.

Só rememorando, em Fernandópolis, o PSD 'pertence' ao médico Avenor Bim, ex-candidato a vice-prefeito na coligação encabeçada por Henri Dias (PTB).

Não ao fechamento da Federal de Jales

Pinato, Luis Henrique e Ciro durante audiência em Brasília. Foto: Divulgação/Ass. de Imprensa Fausto Pinato

Após audiência pública com o atual ministro da Chefe da Casa Civil Ciro Nogueira (PP), o prefeito jalesense Luis Henrique Moreira (PSDB) afirmou crer que a Delegacia de Polícia Federal permanecerá no município. Ele afirmou que o ministro se comprometeu a interceder junto ao Ministério da Justiça em busca da preservação da unidade que, juntamente com a de Cruzeiro, supostamente correm risco de serem extintas. Os feitos policiais daqui seriam distribuídos para as Delegacias de Rio Preto e Jales.

Luis Henrique aproveitou o encontro intermediado pelo deputado federal Fausto Pinato para apresentar outras demandas do município, em especial nas áreas de saúde, infraestrutura, agricultura e turismo.

Do vereador fernandopolense, em publicação nas redes sociais, propagando que 'a liberdade não tem preço' e incentivando a participação regional na manifestação de 7 de Setembro, na Avenida Paulista, a favor do governo Bolsonaro.

Rachadinha por aqui também?

Pois o Setor de Combate aos Crimes de Corrupção, Organização Criminosa e Lavagem de Dinheiro (Secold) da Polícia Civil rio-pretense abriu Inquérito para apurar eventual prática de tal ilicitude (que na real é peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro) contra 10 dos atuais 17 nobres parlamentares municipais. Além deles, estão na mira da investigação 34 assessores e um secretário municipal (de Esportes) que também é vereador. Quebra de sigilos bancários e outras medidas cautelares para breve. Será que ficará restrita só àquela edilidade?

Primeiro prefeito da história a ter contas rejeitadas

O ex-prefeito de Santa Fé do Sul Ademir Maschio (DEM) entrou para a história na sexta-feira, 27, após os vereadores decidirem manter a rejeição de suas contas relativas ao exercício de 2017 e que receberam parecer contrário do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SP). É a primeira vez que tal fato acontece no município, sendo que o crescimento da dívida pública e problemas com o Instituto de Previdência foram o que mais pesaram. Cinco edis votaram a seu favor. Precisava de seis (2/3).

Pesquisa fresquinha para governador SP

Foi publicada ontem, 27, pesquisa da Exame/Ideia sobre a sucessão executiva paulista. Feita por telefone com 2.000 eleitores em São Paulo e com margem de erro de 1,75 pontos percentuais, ela apontou um empate técnico quádruplo na liderança. Geraldo Alckmin (PSDB) tem 19%, Fernando Haddad (PT) 16%, Márcio França (PSB) 15% e Guilherme Boulos (PSOL) 14%. A decepção fica, novamente, a cargo do governista Rodrigo Garcia (PSDB) ainda na casa dos 5 pontos percentuais.

Fernandópolis no negativo! Pero no mucho!

Dados do Caged mostram que o município ficou no negativo (-3) na geração em empregos formais em junho. Dentre as cidades de maior porte regional, foi a única deficitária, porém, no ano, ostenta vigorosos 795 contratações de saldo positivo. Jales teve saldo de +65; Votuporanga de +185, Santa Fé de +72 e Rio Preto de +857 postos de trabalho.

28 de agosto é o 240.º dia do ano no calendário gregoriano (241.º em anos bissextos). Faltam 125 para acabar o ano. É o Dia Nacional do Voluntariado; do Leoísmo; do Bancário e do Avicultor.

Acontecimentos:

475 — O general germânico Orestes expulsa o Imperador Romano Júlio Nepos da capital, Ravena, e coloca seu próprio filho, Rômulo Augusto, em seu lugar.

1189 — Terceira Cruzada: os cruzados iniciam o Cerco de Acre sob o comando de Guido de Lusignan.

1521 — Os turcos otomanos ocupam Belgrado.

1845 — Publicada a primeira edição da revista Scientific American.

1859 — O Evento Carrington é a mais forte tempestade geomagnética já registrada a atingir a Terra. O serviço de telégrafo elétrico é amplamente interrompido.

1913 — A rainha Guilhermina inaugura o Palácio da Paz na Haia.

1937 — A Toyota Motor (foto abaixo) se torna uma empresa independente.

1941 — Entra no ar o primeiro programa noticioso do rádio brasileiro, Repórter Esso.

1963 — Marcha sobre Washington: o reverendo Martin Luther King Jr. faz seu discurso Eu Tenho um Sonho.

1988 — Desastre do show aéreo de Ramstein: três aeronaves da equipe de demonstração da Frecce Tricolori colidem e os destroços caem na multidão. Setenta e cinco são mortos e 346 ficam gravemente feridos.

1990 — O Iraque declara que o Kuwait é sua mais nova província.

Nascimentos:

1023 — Imperador Go-Reizei do Japão (m. 1068).

1481 — Sá de Miranda, poeta português (m. 1558).

1749 — Johann Wolfgang von Goethe, filósofo, escritor e cientista alemão (m. 1832).

1814 — Sheridan Le Fanu, escritor irlandês (m. 1873).

1827 — Catarina Mikhailovna da Rússia (m. 1894).

1869 — Augusto Tasso Fragoso, político e militar brasileiro (m. 1945).

1888 — Hermes Fontes, compositor e poeta brasileiro (m. 1930).

1922 — Jacira Sampaio, atriz brasileira (m. 1998).

1930 — Walmor Chagas (foto abaixo), ator brasileiro (m. 2013).

1932 — Raul Cortez, ator brasileiro (m. 2006).

1956 — Gilberto Dimenstein, jornalista brasileiro (m. 2020).

1965 — Satoshi Tajiri, designer de jogos eletrônicos japonês e Shania Twain, cantora canadense.

1993 — Malu Rodrigues, atriz e cantora brasileira e Li Yunqi, nadador chinês.

1999 — Nicolau, Príncipe da Dinamarca.

Falecimentos:

388 — Magno Máximo, imperador romano (n. 335).

430 — Agostinho de Hipona, bispo, teólogo e filósofo (n. 354).

1481 — Afonso V de Portugal (n. 1432).

1645 — Hugo Grócio, jurista e filósofo neerlandês (n. 1583).

1793 — Adam Philippe de Custine, general francês (n. 1742).

1987 — John Huston, ator e diretor cinematográfico estadunidense (n. 1906).

1988 — Guy Hocquenghem, sociólogo, escritor e filósofo francês (n. 1946).

1993 — Edward Palmer Thompson, historiador britânico (n. 1924).

2006 — Ed Benedict, desenhista de animação norte-americano (n. 1912).

2019 — Nicolás Leoz, dirigente esportivo paraguaio (n. 1928).

2020 — Chadwick Boseman, ator, diretor e roteirista estadunidense (n. 1976).

últimas