REGIÃO

Frente parlamentar da Alesp debate desenvolvimento do noroeste paulista com consulados do Estado

Frente parlamentar da Alesp debate desenvolvimento do noroeste paulista com consulados do Estado

Prefeitos da região também participaram do ato solene para intercâmbio entre países e munícipios do interior do Estado

Prefeitos da região também participaram do ato solene para intercâmbio entre países e munícipios do interior do Estado

Publicada há 1 mês

Ato solene da Frente Parlamentar de Desenvolvimento Econômico Regional em ambiente virtual - Foto: Reprodução

Da Redação

Em busca de oportunidades de desenvolvimento para os municípios da região noroeste do Estado, a Frente Parlamentar de Desenvolvimento Econômico Regional da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo realizou, nesta sexta-feira (3/9), um ato solene que contou com a participação dos consulados de China, Itália, Suécia e Portugal, e de prefeitos da região.

Em agosto, os deputados e deputadas da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovaram a lei que criou a Região Metropolitana de São José do Rio Preto, que compreende 37 municípios do noroeste paulista. A iniciativa vai permitir o desenvolvimento de políticas públicas regionalizadas e integradas, melhorando a vida da população.

A região também é sede do 1º Distrito Turístico do Estado, que fica em Olímpia. A novidade, aprovada pelos parlamentares da Alesp, cria condições de desenvolvimento do turismo na cidade e região, criando novos eixos de oportunidade, investimentos, emprego e renda para a população.

A frente parlamentar é coordenada pelo deputado Paulo Fiorilo (PT), que é também presidente da Comissão de Relações Internacionais da Alesp. "O papel da Frente é mediar polos que possam ter sinergia, abrindo possibilidades em cidades e regiões que precisam de visibilidade e com atrativos diversos, sejam eles turísticos, ambientais, industriais, entre outros", explicou o parlamentar.

Ao início do encontro, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, deputado Carlão Pignatari (PSDB), cumprimentou os presentes e parabenizou a realização da reunião. "Com a frente parlamentar, nós conseguimos fazer com que outros países comecem a conhecer um pouco de São Paulo. [A região noroeste] é uma região de produção, de agricultura e fruticultura para o desenvolvimento econômico e rural", disse.

Em sua fala, a cônsul da China Chen Peiji abordou a relação entre o país asiático e o Estado de São Paulo. Na ocasião, afirmou que o consulado trabalha para que sejam criadas mais oportunidades de cooperação que viabilizem a retomada econômica no pós-pandemia.

"Ainda há um potencial grande no noroeste paulista a ser explorado", afirmou a cônsul, que também saudou o governo paulista pelos dois anos desde a inauguração do escritório comercial em Shangai.

Prefeito de Jales, Luis Henrique Moreira falou sobre a necessidade de investimentos e planejamento para os municípios rurais. "A zona rural continua sendo a locomotiva da nossa cidade e da região. No decorrer da pandemia a agropecuária teve uma ascensão, pois garantiu a alimentação das pessoas, por isso é preciso ter um olhar futurista", afirmou.

O cônsul da Itália Filippo La Rosa citou modelos de desenvolvimento locais italianos como um caminho para as cidades do interior. "Nesse momento é importante entender como passar informações, aproximar vocês com situações similares da nossa comunidade que levaram ao desenvolvimento da realidade italiana", disse.

Participaram do ato solene prefeitos e representantes dos municípios de Rubinéia, Indiaporã, Dolcinópolis, Pedranópolis, Jales, Meridiano, Valentim Gentil, Macaubal e Riolândia. Desenvolvimento da agropecuária, de fontes energéticas e do turismo na região, bem como parceiras público-privadas, foram os principais pontos abordados pelos participantes durante o encontro.

O cônsul da Suécia Renato Pacheco Neto e o vice-cônsul Peter Johansson comentaram a parceria entre a Embraer e uma empresa sueca para a produção aviões de caça em Araraquara, e citaram a importância dos municípios do interior para o Estado. "É uma troca de experiências que pode gerar frutos, acreditamos que as regiões do interior são importantes para o desenvolvimento sustentável", disse Johansson.

Ao final da reunião, Paulo Fiorillo sugeriu a criação de uma agenda de visitas para que os cônsules possam conhecer a região Noroeste e suas possibilidades de investimentos. O secretário-adjunto do consulado de Portugal Jorge Marques afirmou que é de interesse do país europeu criar pontes entre representações portuguesas e as prefeituras. "Apenas trabalhando em conjunto conseguiremos gerar riqueza para todos", disse.

últimas