CULTURA

Ouroeste e Ponto Mis promoverão oficina online de caracterização cênica Japonesa

Ouroeste e Ponto Mis promoverão oficina online de caracterização cênica Japonesa

Serão três encontros, nos dias 06, 08 e 10 de setembro

Serão três encontros, nos dias 06, 08 e 10 de setembro

Publicada há 1 semana

Pode ser uma imagem de texto que diz "Oficina A caracterização no teatro japonês: No e Kabuki com Maria Cecilia Amaral 03 encontros Datas: 06, 19h 19hàs21h às 10.09 Gratuito Ao VIVO pelo Zoom de Û_e15ans 15anos"

Da Redação

A Secretaria de Juventude, Esporte, Lazer, Cultura e Turismo (SEJEL), segue colaborando com o Museu de Imagem e Som (MIS) de São Paulo e em parceria com a Diretoria de Cultura de Ouroeste vem promovendo inúmeras atividades culturais online e gratuitas.

E desta vez, a parceria divulga a oficina | Caracterização no Teatro Japonês: NÔ e KABUKI com a figurinista Maria Cecília. Nessas aulas, os participantes serão introduzidos a um panorama histórico sobre o teatro japonês, e também orientados a desenvolverem exercícios práticos de criação de traje de cena ou adereços em tamanho miniatura.

As aulas serão online, com início às 19h, transmitidas por meio da plataforma Zoom, com encontros nos dias 06, 08 e 10 de setembro - segunda, quarta e sexta-feira.

A oficina será realizada ao vivo na plataforma zoom. As inscrições serão via Sympla. O link de acesso a aula será enviado automaticamente ao aluno no e-mail cadastrado na ficha de inscrição assim como o certificado.

Cada um dos encontros terão o objetivo contribuir para o desenvolvimento criativo dos participantes, gerando discussões e reflexões acerca das temáticas apresentadas, como as evoluções dos trajes ao passar do tempo, bem como as influências que o teatro japonês causou em diferentes manifestações culturais ao redor do mundo.

Sobre a oficina

O curso apresenta uma contextualização sobre a caracterização cênica no Teatro NÔ e KABUKI, importantes manifestações artísticas e teatrais da cultura japonesa. A partir de um panorama histórico sobre o teatro japonês, será apresentado as principais características que compõe a caracterização (figurino, maquiagem, máscaras e demais adereços) do atorem cena no teatro Nô e Kabuki. Serão analisados a caracterização de personagens estudados e a influência do traje de cena do teatro japonês em diversas manifestações artísticas do mundo. Durante o curso os alunos serão convidados e orientados a desenvolverem exercícios práticos de criação de traje de cena e/ou adereços em tamanho miniatura, que serão confeccionadas a partir de técnicas decolagem e dobradura em papel.

Objetivo

• Apresentar um panorama sobre a história e evolução do teatro japonês: Nô e Kabuki;

• Apresentar conceitos e características ligados à caracterização de personagens (figurino, maquiagem, máscaras e demais adereços);

• Apresentar análises da evolução do traje e caracterização de personagens no teatro japonês: Nô e Kabuki;

• Refletir sobre as materialidades, tecnologias e formas empregadas na construção dos trajes analisados;

• Apresentar referências de trajes e adereços confeccionados a partir de materiais e técnicas diversas;

• Orientar os participantes na construção de trajes de cena e/ou adereços a partir de técnicas com papel e dobradura;

• Contribuir para o desenvolvimento criativo dos participantes, gerando discussões e reflexões acerca das temáticas apresentadas.

CRONOGRAMA:

Primeiro encontro

No primeiro encontro será apresentado um panorama da história da caracterização cênica (figurino, maquiagem, máscaras e demais adereços) no Teatro Nô e Kabuki no Japão. Também serão contextualizadas as características e importância do figurino para cena. Os participantes serão convidados a trabalhar na criação de um projeto (croqui) para o figurino proposto.

Segundo encontro

No segundo encontro serão apresentadas referências diversas de obras e produções inspiradas no Teatro Japonês, e de materialidades empregadas na construção de trajes e adereços. Os participantes serão convidados e orientados a trabalhar na construção do figurino/adereço criado, a partir de técnicas que utilizem o papel e a dobradura.

Terceiro encontro

No terceiro encontro trará reflexões sobre a ocidentalização no Teatro Kabuki, que desde o final do século XIX, vem sendo influenciado por produções ocidentais, passando por transformações em sua estética. Durante o encontro também serão compartilhadas as criações realizadas pelos participantes.

Materiais necessários: Papel (craft ou papel sulfite, folha de jornal), material de colorir, tesoura, cola branca.

Sobre a professora

Maria Cecília Amaral é figurinista, diretora de arte, artista educadora e pesquisadora. Investiga atualmente processos de criação no traje de cena contemporâneo. Mestranda em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo, tem formação acadêmica em Design de Moda pela Universidade Anhembi Morumbi e é pós-graduada em Cenografia e Figurinos pelo Centro Universitário Belas Artes e em Arte educação pela FAINC. Atua como Diretora de Arte e Figurinista do Coletivo de Cinema Transformar desde 2010, e também com a produção de arte e figurino para outros grupos e companhias da cidade de São Paulo. Responsável pela direção de arte e figurinos da série O Processo, da websérie Trailers do Cotidiano e dos Filmes: Sonhos de Liberdade, A Igreja do Diabo, A cartomante, entre outros trabalhos audiovisuais. Atuou como figurinista de espetáculos teatrais para diversas companhias e escolas, ente elas: Tricotando Palavras e Canções, Companhia Abapuru, Núcleo de Teatro Contando Histórias, Escola Nacional do Teatro, Escola de Atores Wolf Maya, entre outras. Dirigiu produções audiovisuais de turmas de formação em oficinas de figurino, cinema e arte no CFCCT (Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes) e no Programa de Iniciação Artística PIÁ. Leciona cursos de formação em figurino desde 2011, passando por diversas instituições culturais, como Casas de Cultura, Centros Culturais, Festival de Inverno da UFSJ, Ongs e para o Programa Pontos MIS (desde 2018). Fez parte da coordenação do Festival de Cinema Curta Literatura (2013) e da Mostra de Cinema Transformar Cine Rafael (2019). Atuou na equipe de jurados do Festival Curta Suzano, na edição de 2020.

Link de inscrição

https://www.sympla.com.br/mini-curso-a-caracterizacao-no...

últimas