OURO

Bicampeão paralímpico no lançamento de disco, Claudiney dos Santos é homenageado

Bicampeão paralímpico no lançamento de disco, Claudiney dos Santos é homenageado

Prefeito Edinho Araújo entregou placa ao atleta "em reconhecimento ao seu desempenho e a sua trajetória"

Prefeito Edinho Araújo entregou placa ao atleta "em reconhecimento ao seu desempenho e a sua trajetória"

Publicada há 1 mês

Claudiney Batista dos Santos durante a homenagem que recebeu em Rio Preto - Divulgação/Prefeitura de Rio Preto

Da Redação

O medalhista olímpico Claudiney Batista dos Santos, medalha de ouro nos Jogos Paralímpicos de Tóquio (Japão), recebeu na tarde desta sexta-feira (3) uma homenagem feita pelo prefeito Edinho Araújo, pela conquista dourada do atleta, que bateu o próprio recorde na competição com marca de 45m59.

Ele competiu no lançamento de disco classe F56 (cadeirantes). Conquistou os quatro melhores lançamentos da prova, em seis anos. Sua primeira medalha de ouro veio em 2016, no Rio de Janeiro.

“Estar aqui hoje é uma alegria. Ser recepcionado pela minha família, pelos amigos e atletas do Centro dos Amigos Deficientes (CAD) é emocionante. Lembro quando estive na Prefeitura de Rio Preto e em conversa com o prefeito Edinho Araújo, afirmei que estava em minha melhor fase: voltar com uma medalha e confirmar as expectativas criadas desde a minha preparação”, detalhou o atleta.

Edinho Araújo falou sobre a superação de Claudiney e que o seu exemplo já é seguido pela nova geração de atletas de Rio Preto. “Temos hoje aqui o pequeno Gabriel Gusmão Pelicer, 13 anos, atleta iniciante do CAD, que com certeza se espelha na história do nosso bicampeão. É esse o maior legado de um grande atleta, dar bons frutos”.

O secretário Fábio Marcondes falou sobre as parcerias e a importância do incentivo ao esporte. “Queremos cada dia mais envolver os jovens com as mais diversas atividades esportivas. Descobrir talentos, fortalecer os que já existem e acolher aqueles que, como o Claudiney, levam o nome da cidade para os quatro cantos do mundo”.

Jatobá, atleta e fundador do CAD Rio Preto disse que o centro tem o papel de acolher pessoas como Claudiney. “Fizemos o convite para ele integrar nossa equipe dias depois do acidente, ainda no período de sua internação. Fomos até o hospital e apresentamos o nosso projeto. Como ele sempre foi um atleta, decidiu não desistir”, disse.

Acompanhado da mulher Camila Cardoso, da filha Nicole, da mãe Maria de Lourdes e da irmã, Claudiney recebeu das mãos do prefeito Edinho Araújo uma placa que trazia os dizeres: Orgulho e exemplo para Rio Preto e para o Brasil. Logo em seguida foi exibido um vídeo com os melhores momentos do atleta em Tóquio.

A cerimônia aconteceu no 9º andar da prefeitura de Rio Preto e contou com a presença dos vereadores Karina Caroline, Odélio Chaves e Renato Pupo; do chefe de gabinete Zeca Moreira; dos secretários Maria Cristina Augusto (Direitos e Políticas para Mulheres, Pessoa com Deficiência, Raça e Etnia); Mario Soler (Comunicação); Jair Moretti (de Governo); Pedro Ganga (Cultura) e do subprefeito de Talhado Ronaldo Oliveira.

SOBRE A CATEGORIA F56

A classe F56 abrange atletas com sequelas de poliomielite, lesão medular e amputação. O medalhista brasileiro teve sua perna esquerda amputada após um acidente de moto em 2005. Antes do acidente ele praticava halterofilismo. A entrada no atletismo foi em 2006.

Entre suas principais conquistas, nos últimos anos estão a medalha de ouro no Mundial Dubai 2019; ouro no lançamento de disco; e prata no lançamento de peso nos Jogos Parapan-Americanos Lima 2019.



Fonte: Prefeitura de Rio Preto

últimas