EXTINÇÃO

Homem caça onça-preta, posta vídeo nas redes sociais e acaba preso

Homem caça onça-preta, posta vídeo nas redes sociais e acaba preso

Caça de animais silvestres sem permissão ou licença tem pena prevista de seis meses a um ano de reclusão e multa

Caça de animais silvestres sem permissão ou licença tem pena prevista de seis meses a um ano de reclusão e multa

Publicada há 1 mês

Da Redação

Um homem, que não teve o nome revelado, foi preso em flagrante nesta quarta-feira (20) após caçar ilegalmente uma onça-preta - a Panthera onca melânica -, animal ameaçado de extinção, segundo o Ibama.

O caso veio a público depois que um dos envolvidos postou vídeos gravados dentro da Área Indígena Arariboia, em Arame (MA), a 476 km da capital São Luís, onde o animal foi abatido com tiros de espingarda.

O preso foi levado à sede da Delegacia de Polícia Civil de Arame e em seguida transferido para uma unidade prisional da região. A polícia busca localizar os demais envolvidos no crime.

A Polícia Civil apreendeu o couro da onça abatida, duas espingardas, oito munições calibre 20 mm intactas e quatro deflagradas, além de pólvora e outros materiais utilizados para caça.

A caça de animais silvestres sem a devida permissão ou licença de autoridade competente tem pena prevista pela Lei 9.605/98 de seis meses a um ano de reclusão e multa.

Clique aqui e confira o vídeo que levou a prisão de um dos caçadores e a matéria completa no Portal UOL Notícias.

Segundo informações do Ibama à Polícia Civil do Maranhão, o espécime era uma fêmea (Foto: Reprodução/Canal UOL)

últimas