POLÍTICA

Votuporanguense deve virar governador na próxima semana

Votuporanguense deve virar governador na próxima semana

Veja também: Fernandópolis: Vitória na etapa estadual e classificação para a nacional

Veja também: Fernandópolis: Vitória na etapa estadual e classificação para a nacional

Publicada há 9 meses

Votuporanguense deve virar governador na próxima semana

Pignatari e Doria durante evento no Palácio dos Bandeirantes. Foto: Divulgação/Gov. Est. de SP

‘Cosas de la vida’, diria a dupla Eros Ramazzotti e Tina Tuner, numa dessas canções de 1993; simples coincidência, dirão outros; golpe de sorte, argumentarão oposicionistas. Mas, na realidade, é o ápice de uma carreira política das mais bem sucedidas da história regional, que emergiu o ex-prefeito votuporanguense Carlão Pignatari ao principal posto legislativo estadual e que na próxima semana deve conduzi-lo ao cargo de governador do principal Estado do país.

Explicando.

O titular João Doria partiu para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, para participar da Feira Mundial de Tecnologia (será que vai ser fotografado trajando roupas de ‘sheik’ também?) ontem, 22, sendo substituído normalmente pelo vice-governador Rodrigo Garcia. Porém este, argumentando motivações pessoais, também irá se ausentar antes do retorno de Doria, provocando nova vacância no cargo e a oportunidade de assunção de Pignatari, atual presidente da Assembleia Legislativa e o segundo na ordem sucessória.

Ele assume a partir da próxima quarta-feira, dia 27 de outubro e permanece no cargo de governador em exercício por seis dias, até a terça-feira, dia 2 de novembro e se tornará o primeiro votuporanguense a ser governador do Estado.

Carlão foi prefeito por duas vezes e está no terceiro mandato consecutivo de deputado estadual.

Será que vai haver (muita) comemoração?

Prefeitos da região: um cassado e outro afastado neste semana

Semana nada pródiga para políticos na região

Um prefeito teve seu mandato extirpado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP), acusado de cometer crimes eleitorais durante a campanha do ano passado; outro foi afastado do cargo em investigação judicial por corrupção e organização criminosa.

No primeiro caso, além do prefeito Norair Cassiano da Silveira (PSB), também "caiu" o vice eleito Devair Júnior (MDB) e outros três assessores. A Justiça Eleitoral imputou penas que chegam a oito anos de inelegibilidade e determinou a realização de novas eleições em Tanabi.

No segundo, a investigação é da Polícia Civil de Rio Preto, baseada em denúncias de empresários de que estariam sendo extorquidos para conseguirem a liberação de um loteamento em Guapiaçu. Além do prefeito Jean Vetorasso (DEM) foram arrolados os vereadores Alessandro Merigui (DEM), Juliano Vetorasso (PTB), Luiz Renato Lorenzi (PP) e Toninho Longo (DEM).

Vitória na etapa estadual e classificação para a nacional

Pessuto discursa durante a premiação na sede paulista da Band. Foto: Divulgação/Secom Fernandópolis

Segundo o Grupo Bandeirantes de Comunicação e o Instituto Aquila, Fernandópolis é o município líder no Estado paulista, dentre as cidades com 30 a 100 mil habitantes nos quesitos Eficiência Fiscal e Transparência; Educação; Saúde e Bem-Estar; Infraestrutura e Mobilidade Urbana e Desenvolvimento e Ordem Pública.

A cidade recebeu, através do prefeito André Pessuto, o prêmio 'Cidades Excelentes', nessa categoria, e qualificou-se a disputar a etapa nacional que acontece no próximo mês. Junto com Fernandópolis foram classificados os municípios de Nuporanga (com até 30 mil habitantes) e Indaiatuba (mais de 100 mil habitantes.

Na região, outras administrações também foram contempladas. Santana da Ponte Pensa ficou em primeiro lugar na categoria 'Bem Estar' e Jales foi a campeã estadual na categoria Infraestrutura e Mobilidade Urbana, e concorreu com todos os municípios com população entre 30 e 100 mil habitantes. A cidade ainda ficou classificada entre as três finalistas da categoria Educação.

O super, hiper, megaferiado da virada do mês confirmadíssimo

Preparem-se para o embalo que vem ao final deste mês e início de novembro. O executivo municipal fernandopolense já decretou e outras cidades e órgãos públicos devem seguir esse calendário, com a transferência do Dia do Servidor Público do dia 28 para 29 de outubro (de quinta para sexta-feira), emendando com ponto facultativo na segunda-feira, 01 e com o feriado do Dia de Finados no dia 02 de novembro. Resumindo, fecharão as portas numa quinta-feira e reabrirão na quarta-feira.

Os 'Barões da Dívida"

Levantamento da Fenafisco (Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital) divulgado na quinta, 21, apontou os maiores devedores de impostos no país atualmente. A dívida ativa das empresas com os entes federados soma R$ 896,2 bilhões, sendo que há empresas de renome nacional encabeçando o rol e até empresários/empresas com vínculos regionais inclusos. Clique aqui para conhecer os ‘Barões da Dívida’.

Dia das Crianças: aumento ou queda?

As vendas no Dia das Crianças cresceram 25,9% nos shopping centers do Brasil no período de 6 a 12 de outubro de 2021, em comparação com o mesmo período de 2020, de acordo com o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), divulgado pela Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers). O resultado superou a expectativa inicial que previa um aumento de 18%. O comércio nos shoppings movimentou R$ 3,9 bilhões, já descontada a inflação. Em relação ao período equivalente de 2019, a queda é de 14%. 

Pedágios na região: somente mais 6

Confirmado em audiência pública realizada pela Agência de Regulação de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp), em parceria com a Secretaria de Logística e Transporte (SLT): o Estado terá 10 novas praças de pedágios, sendo seis na nossa região. Elas serão situadas na SP-310 em Cedral, na SP-322 entre Cajobi e Monte Azul; na SP 326 entre Barretos e Colômbia; e na SP 425, entre Barretos e Guaíra, Barretos e Olímpia e em Guapiaçu. Por enquanto, na SP-310 - a Euclides da Cunha - não há previsão no trecho entre Rio Preto e Santa Fé do Sul.

Do colunista, em artigo publicado no UOL na quinta, 21, sob o título "Paulo Guedes, o ajuste fiscal "is far from the swallon now", mostrando os motivos que levaram o mercado financeiro a acreditar nas promessas do até agora ministro da Economia.

últimas