SORRIA!

Fiscalização com drone retorna: 200 pontos de descarte irregular estão mapeados

Fiscalização com drone retorna: 200 pontos de descarte irregular estão mapeados

Recolhendo 3 mil toneladas de lixo por mês, município declara ter gasto mensal de R$ 350 mil a 400 mil com limpeza; multa passa de R$ 6 mil

Recolhendo 3 mil toneladas de lixo por mês, município declara ter gasto mensal de R$ 350 mil a 400 mil com limpeza; multa passa de R$ 6 mil

Publicada há 8 meses

Da Redação 

Um levantamento da Secretaria Municipal de Serviços Gerais do município de Rio Preto identificou 200 locais de registros de descartes irregulares. A cidade tem 18 pontos de apoio apropriados para receber materiais inservíveis, inclusive que podem ser reciclados e não precisam ser jogados nas ruas e áreas públicas.

A partir deste mapeamento e com o objetivo de identificar e punir quem descarta lixo e entulho em locais proibidos, a prefeitura de Rio Preto retomou a fiscalização por drone.

O secretário Ulisses Ramalho garante que a tecnologia do equipamento, com abrangência de 30 metros, é capaz de identificar com imagens aéreas os sujões que descartam lixo e entulhos em locais proibidos.

“As imagens do drone não deixam nenhuma dúvida de quem está descartando entulhos e lixo e assim podemos identificar e punir com multa pesada essas pessoas que não pensam no próximo”, afirma o Ramalho.

Inicialmente, a Secretaria, que já utilizou essa tecnologia em 2019, comprou mais 30 horas de voos que irão novamente contribuir nessa identificação dos infratores rotineiros por diversos pontos e áreas da cidade.

De acordo com levantamento municipal, a cidade recolhe 3 mil toneladas de lixo/mês e tem gasto estimado entre R$ 350 mil a 400 mil mensais com a limpeza desses locais.

A multa para o infrator flagrado passa a ser de R$ 6.296,00 mil, sendo de 100 UFMs – Unidades Fiscais do Município, que hoje equivale a R$ 62,96.

“Estamos apostando mais uma vez que essa multa pesada vai ajudar a desestimular o descarte irregular. Pode ficar bem caro sujar a cidade jogando lixo e entulhos de construções em locais proibidos. Estamos de olho do alto”, disse Ulisses Ramalho, que comunicou a retomada da fiscalização por drone.

Quatro veículos já foram flagrados nesta etapa. O departamento de fiscalização está utilizando as placas dos veículos para obter os dados dos proprietários e assim notificar e autuar via correios.

SERVIÇO 

Balanço Fiscalização Drone em Julho de 2019:

 23 Notificações geradas;

 22 Multas aplicadas – Valor total: R$ 57.750,00;

(No mês de julho, as multas variavam de R$ 2,3 mil a mais de R$ 5 mil);

01 Notificação cancelada – retirada espontânea executada.


Fonte: Prefeitura de Rio Preto

Descarte irregular de lixo e entulho gera multa de R$ 6.296,00 mas é possível “retirada espontânea” pelos autores flagrados em alguns casos (Foto: Divulgação/Prefeitura de Rio Preto)

últimas