MACEDÔNIA

TRE rejeita ações contra Reginaldo Marcomini: “vencemos democraticamente”, diz prefeito

TRE rejeita ações contra Reginaldo Marcomini: “vencemos democraticamente”, diz prefeito

As ações foram interpostas pela presidente da Câmara, acusando-o de fraudes eleitorais

As ações foram interpostas pela presidente da Câmara, acusando-o de fraudes eleitorais

Publicada há 2 meses

O prefeito Marcomini e a vice Vanja: nova vitória na Justiça Eleitoral

Da Redação

A Justiça Eleitoral, por meio do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), rejeitou dois recursos interpostos contra o prefeito de Macedônia, Reginaldo Marcomini (PSDB). Eles foram subscritos pela atual presidente da Câmara Municipal, Mônica Vieira, e têm por fundamento denúncias de supostas fraudes supostamente perpetradas pelo alcaide durante o processo eleitoral de 2020 que culminou com sua vitória, juntamente com a vice Vanja Reis.

Inicialmente, após a derrota nas urnas, o grupo oposicionista tentou cassar Marcomini em primeira instância, na Justiça Eleitoral de Fernandópolis, a qual deu ganho de causa a Reginaldo. Após a decisão local, Vieira recorreu para o TRE-SP, sendo que a sentença prolatada na última terça-feira, 9, deu-se por unanimidade dos desembargadores que desproveram o recurso apresentado pela parte inconformada na lide de primeiro grau.

Segundo o prefeito Marcomini, a decisão favorável já era aguardada e, mais uma vez, a Justiça Eleitoral reconheceu a legitimidade de sua vitória nas urnas. “Na verdade já era uma decisão esperada, vencemos democraticamente e de maneira honesta. Quem me conhece sabe da minha conduta, da minha honestidade, sem contar que foi a vitória de um povo que clamava por mudança, por melhoria, e o povo venceu mais uma vez”, destacou.

A reportagem tentou contato com a presidente Mônica Vieira, mas não obteve êxito, ficando o espaço reservado para sua manifestação.

Há cerca de seis meses, o juiz da 302° Zona Eleitoral do Estado de São Paulo, Comarca de Fernandópolis, Renato Soares de Melo Filho, julgou improcedentes duas ações impetradas contra Reginaldo Marcomini. 

A presidente da Câmara, Mônica Vieira: nova derrota, agora no TRE-SP

últimas