EXPORTAÇÃO

Pinato celebra decisão da China que liberou lotes de carne brasileira

Pinato celebra decisão da China que liberou lotes de carne brasileira

China aceitará carne bovina do Brasil certificada até 4 de setembro

China aceitará carne bovina do Brasil certificada até 4 de setembro

Publicada há 1 mês

Presidente de frente parlamentar celebra decisão da China que liberou lotes de carne brasileira

Fausto Pinato - Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Da Redação/O Antagonista

Nesta terça-feira, o governo chinês permitiu, apesar do embargo, a importação dos produtos com certificados emitidos até 3 de setembro

O presidente da Frente Parlamentar Brasil China, deputado Fausto Pinato, celebrou há pouco a liberação de lotes de carne bovina brasileira com certificados sanitários emitidos até 3 de setembro. Apesar disso, ele cobrou um empenho maior de Jair Bolsonaro e da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para o fim do embargo. 

A suspensão das exportações da proteína do Brasil ao país asiático foi imposta em 4 de setembro, depois que dois casos atípicos de vaca louca terem sido notificados em Minas Gerais e Mato Grosso.

Segundo Pinato, o embargo afetou o ritmo de abatimento de animais, o que pode levar as empresas a demitirem trabalhadores.

“Eu só acho que o governo tinha que ter um pouco mais de empenho para resolver esse problema, dar mais um pouco a cara. Principalmente o presidente da República e a ministra Tereza Cristina”, disse.

A China, disse o parlamentar, é o principal parceiro comercial do Brasil e a ala ideológica do governo prejudica a relação entre os dois países.

“A gente está em uma briga contra a ala ideológica do governo. Não sou comunista, sou uma cara de centro direita. Mas em temas de relações internacionais sou pragmático. A falta de pragmatismo está causando prejuízo financeiro para o Brasil e para a imagem do país”, disse.


Fonte: oantagonista.com

últimas