PESADELO

“Boa noite Cinderela”: dopada e violentada na festa do peão de Jaguariúna

“Boa noite Cinderela”: dopada e violentada na festa do peão de Jaguariúna

Influencer de 23 anos denuncia estupro em rodeio de Jaguariúna

Influencer de 23 anos denuncia estupro em rodeio de Jaguariúna

Publicada há 1 mês

Estudante de medicina veterinária, a Influenciadora digital Franciane Andrade compartilhou a denúncia por meio de uma série de stories em seu Instagram; polícia investiga o caso - Foto: Reprodução Instagram

Da Redação

Uma jovem de 23 anos afirmou ter sofrido violência sexual durante uma das festas de peão mais tradicionais do Brasil, a “Jaguariúna Rodeo Festival”, no interior de São Paulo, neste último final de semana. 

Em sua rede social, a influenciadora digital e estudante de medicina veterinária Franciane Andrade disse que foi dopada, o que a deixou inconsciente no evento. Na manhã desta quarta-feira (1), ela compareceu à delegacia para novos esclarecimentos.

“Eu não sei o que fazer. Eu estou arrasada em ter que falar pros meus pais que eu fui estuprada. Que dor que eu estou sentindo. Inconsciente, sem ver quem era”, contou abalada aos seguidores, e pedindo um posicionamento dos organizadores do evento.

De acordo com o relato, 'Fran', como é chamada carinhosamente por alguns amigos, disse que procurou a polícia de Mogi Guaçu, em São Paulo, e passou pelo Instituto Médico Legal (IML), onde o médico legista teria dito que há indício de abuso.

“Já chorei muito. Não sei como contar isso aqui. Acabei de correr atrás de BO, fui no IML de Mogi Guaçu. Fiz o exame, o doutor da polícia constatou que realmente houve estupro, mas não soube me dizer se foi um, dois ou três. Não sei o que fazer”, relatou a jovem, que aguardava atendimento na Santa Casa de Mogi Guaçu para receber os primeiros medicamentos.

POLÍCIA INVESTIGA

Ela contou que procurou ajuda médica depois de sentir dores, na noite de segunda-feira. 

“Não sabia que tinha sido violentada, comecei a sentir dor ontem à noite, e hoje vim ao médico”, disse.

Horas depois, a jovem voltou a usar os stories do seu Instagram para agradecer as mensagens de apoio, informando ainda que a advogada do evento já teria entrado em contato e pedindo que não atacassem os amigos que estavam com ela no evento.

 “São muitas mensagens de apoio, carinho e solidariedade. Eu não consegui dormir muito menos me alimentar sem lembrar desse pesadelo. Amanhã será mais um dia de exames, delegacia e esclarecimentos... A palavra não basta, é preciso mostrar, provar... estou muito cansada.", escreveu na postagem.

Segundo a Secretária de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), o caso foi registrado pela Delegacia de Defesa da Mulher de Mogi Guaçu e encaminhado para a Delegacia de Jaguariúna para continuidade das investigações. Em nota, a instituição informou que "diligências estão em andamento para esclarecer os fatos. Outros detalhes não podem ser divulgados devido à natureza do crime".

POSICIONAMENTO OFICIAL

Em nota, a organização do evento afirmou que "assim que tomou conhecimento do relato de Franciane Andrade, a organização do “Jaguariúna Rodeo Festival” entrou em contato com a jovem e com sua família para prestar toda ajuda e suporte necessários".

Os organizadores ainda declaram que estão "à disposição das autoridades para colaborar com a investigação do ocorrido" e que "já estão sendo analisadas as imagens e vídeos das diversas câmeras de segurança do festival".

A festa, que começou na sexta-feira, 26 de novembro, contou com as apresentações de Gusttavo Lima, Felipe Araújo e Zé Vaqueiro. O evento é o primeiro a voltar após a suspensão pela Covid-19. A programação segue no próximo fim de semana, dias 03 e 04 de dezembro.

De acordo com os organizadores do evento, a apresentação do chamado "passaporte da vacina", com as duas doses ou a dose única, é obrigatória.


Fonte: O Globo

últimas