EM MERIDIANO

Acusado de homicídio diz à Polícia que atirou após vítima tentar enforcá-lo

Acusado de homicídio diz à Polícia que atirou após vítima tentar enforcá-lo

Após ser ouvido pelas autoridades, o homem foi liberado e deverá ter a prisão preventiva pedida

Após ser ouvido pelas autoridades, o homem foi liberado e deverá ter a prisão preventiva pedida

Publicada há 3 meses

Acusado pelo homicídio foi ouvido pela Polícia Civil de Fernandópolis. Prisão preventiva deverá ser pedida 

Da Redação 

Na tarde da última quarta-feira, 13, o homem, acusado de matar o produtor rural Adailton Piacente Dias, de 51 anos, conhecido popularmente como “Kiko Branco”, se apresentou à DIG (Delegacia de Investigações Gerais) juntamente com seu advogado. O caso aconteceu na terça-feira, 12, em uma propriedade rural em Meridiano, município localizado a 14 quilômetros de Fernandópolis.

À Polícia Civil o acusado declarou que realizou o disparo após a vítima tentar enforcá-lo, e como reação atirou contra Kiko, que foi atingido na boca.

Após ser ouvido pelas autoridades, o acusado foi liberado e deverá ter a prisão preventiva pedida.

Desacordo Comercial 

O ex-vereador de Meridiano, Adailton Piacente Dias, foi morto com um tiro na boca, na tarde de terça-feira, por volta das 14h.

O crime ocorreu na zona rural do município. A Polícia Civil informou que o motivo teria sido um desacordo comercial.

Adailton teria ido até uma propriedade rural para cobrar uma dívida quando foi atingido pelo disparo e não resistiu.

últimas