CONSCIENTIZAÇÃO

Cadeirante de Indiaporã inicia tour regional em prol à causa da Pessoa com Deficiência

Cadeirante de Indiaporã inicia tour regional em prol à causa da Pessoa com Deficiência

Flávio Sant'Anna percorrerá cidades do Noroeste Paulista para relatar a realidade das pessoas com deficiência (PCD) e seus familiares.

Flávio Sant'Anna percorrerá cidades do Noroeste Paulista para relatar a realidade das pessoas com deficiência (PCD) e seus familiares.

Publicada há 3 meses

Da Redação

O indiaporãense Flávio Sant'anna, cadeirante, percorrerá boa parte dos municípios do Noroeste Paulista.

Flávio se tornou cadeirante após acidente ocorrido em um mergulho nas águas do Rio Grande em Indiaporã, no carnaval de 1996, que o deixou tetraplégico. 

Neste mês Flávio já visitou PCD's nos municípios de Fernandópolis, Ouroeste, Vitória Brasil e no último dia 27, esteve em Dolcinópolis visitando o Sr. José Alécio e a Sra. Edna pais do Mateus, que sofreu um acidente 16 anos atrás e permanece acamado.

“Saio daqui hoje com mais motivos para continuar nesta luta!” escreveu Flávio em uma postagem nas redes sociais.

Entrevistado, Flávio explica que o objetivo deste tour é revisitar amigos PCD's, conhecer novas histórias, suas dificuldades, além de identificar nos municípios a falta de infraestrutura adequada para locomoção, acessibilidade e inclusão.

Nas palavras de Flávio, "nada do que vivemos faz sentido se não soubermos incluir outras pessoas".

Segundo a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo o Brasil tem mais de dezessete milhões de pessoas com deficiência, sendo três milhões somente no estado de São Paulo. Ainda segundo as estatísticas, o estado de São Paulo possui 1.200.000 pessoas com algum grau de perda visual, 863.700 pessoas com alguma deficiência motora, 501.600 pessoas com deficiência mental ou intelectual e 434.700 das pessoas que experimentam alguma perda auditiva.

Vale ressaltar ainda que o Brasil se obrigou a garantir os direitos fundamentais das pessoas com deficiência, sancionada no Decreto nº 6.949/2009 nos termos do seu artigo 4, item 1, através da Convenção Internacional sobre Direitos das Pessoas com Deficiência, que afirma: é dever do poder público municipal a construção e manutenção das calçadas de maneira a proporcionar acessibilidade ampla e irrestrita para todos, inclusive idosos, gestantes e pessoas com deficiência.

Para conferir mais sobre o ativismo de Flávio e sua jornada em prol à causa das pessoas com deficiências basta acessar suas redes sociais no Instagram, Facebook e Youtube.

Nós também estaremos de olho.

últimas