POLÍTICA

Pessuto garante apoio a Rodrigo Garcia mesmo sem União Brasil

Pessuto garante apoio a Rodrigo Garcia mesmo sem União Brasil

Diretório Nacional ameaça rompimento, enquanto Estadual prega continuidade

Diretório Nacional ameaça rompimento, enquanto Estadual prega continuidade

Publicada há 1 mês

*Conteúdo originalmente publicado na Coluna .Inside de quinta-feira, 09/06/2022.

Situação incômoda, constrangedora (amenizando os adjetivos) abateu-se sobre a política estadual (com reflexos local) ao início da tarde desta quinta-feira, 09, em decorrência do novo posicionamento anunciado pelo Diretório Nacional do União Brasil (UB), partido resultante da fusão entre o Democrata e o PSL, através do presidente nacional Luciano Bivar.

Em entrevista ao site do UOL, ele afirmou que a agremiação está abandonando o apoio à candidatura de Rodrigo Garcia (PSDB) ao Palácio dos Bandeirantes e que irá decidir se estará com o nome do PT – Fernando Haddad – ou do Republicanos – Tarcísio de Freitas -.

A repercussão explodiu em Fernandópolis pelo fato do prefeito André Pessuto (UB) ser um dos remanescentes do Democrata (e agora estar no União Brasil) e apoiar o nome de Garcia para o governo paulista, além, é claro, de nutrir antiquíssima relação de fraternidade com o atual governador paulista, desde os tempos em que este tinha assento na Assembleia Legislativa.

Agora, seu posicionamento, certamente influenciará outros nomes do UB em situação análoga.

Pois Pessuto cravou-nos sua posição: independentemente da mudança de orientação partidária, seguirá firme e forte apoiando o nome de Rodrigo Garcia.

Além dos fundamentos supracitados, André avalia que Garcia, no pouco tempo frente à administração estadual, está fazendo muito por Fernandópolis e mais ainda fará no futuro.

E ele aparenta disposição para enfrentar eventuais consequências político-partidárias!

Enquanto isso...

  • Pesquisa Exame/Ideia divulgada na quarta, 08 (número SP-08096/2022) trouxe, na amostragem principal (com todos os pré-candidatos e estimulada), a liderança do petista Fernando Haddad com 27%, seguido de Tarcísio de Freitas (Republicanos), com 17%, Márcio França (PSB) com 14%, e Rodrigo Garcia (PSDB) que aparece com 11%. A margem de erro é de 3% e foram ouvidas 1.200 pessoas do Estado de São Paulo entre os dias 3 e 8 de junho;
  • Para o Senado Federal caiu a intenção de votos para o apresentador José Datena (PSC) que agora tem 19% das intenções de votos, seguido do ex-governador Márcio França (PSB) com 14%. Carla Zambelli (PL) tem 9% e Paulo Skaf (Republicanos) 8%. Janaina Pascoal (PRTB) ficou com 6% e outros pretendentes tiveram igual ou inferior a 2%;
  • O presidente da Câmara dos Deputados Arthur Lira (PP-AL) ameaça também abandonar a candidatura de Garcia e, por consequência, levar o partido junto (e como ficaria Fausto Pinato nessa?). Ele alega que o PSDB está descumprindo um acordo para a candidatura em Alagoas - seu Estado natal - e a retaliação seria a consequência. Aguardemos

PS: A cúpula paulista do União Brasil se manifestou, após a publicação originária, contrariamente à posição do presidente Bivar. Ela se colocou favoravelmente à manutenção do apoio ao nome de Garcia. Dentre os que publicamente se posicionaram estão os deputados federais Milton Leite e Geninho Zuliani.

*Conteúdo originalmente publicado na Coluna .Inside de quinta-feira, 09/06/2022.

Um dos maiores investimentos privados está sendo objeto de descerramento da placa inaugurativa na tarde desta quinta-feira, 09, na ‘vizinha’ Iturama-MG.

Trata-se do maior terminal rodoferroviário da região, incluindo o noroeste paulista, Triângulo Mineiro e área adjacente de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que demandou investimentos de R$ 95 milhões e tem capacidade de movimentação de até 2 milhões de toneladas de açúcar por ano. A unidade sucroenergética faz transbordo rodoferroviário conectada ao trecho da Ferrovia Norte-Sul sob concessão da Rumo (batizado pela empresa de Malha Central), chegando até o Porto de Santos-SP.

O terminal, situado no quilômetro 15 da Rodovia BR-497, na zona rural de Iturama também atenderá outras usinas em um raio aproximado de 400 a 500 quilômetros, numa área de influência que abrange todo o Triângulo Mineiro e até as usinas do sul de Goiás.

A previsão inicial, reportada por esta coluna em outubro de 2020 (clique aqui para relembrar) era de investimentos da ordem de R$ 70 milhões e geração de até 300 empregos diretos.

Terminal em Fernandópolis

A usina mineira, que tem capacidade para até 300 caminhões/dia, está aproveitando a expansão da Ferrovia Norte-Sul, sendo que Coruripe possuí quatro unidades em solo mineiro (Iturama, Campo Florido, Carneirinho e Limeira do Oeste), uma em Alagoas (Coruripe) e um terminal ferroviário próprio em Fernandópolis-SP. A Usina Coruripe possui capacidade de moagem de 15 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. A companhia produz, anualmente, mais de 1 milhão de toneladas de açúcar, cerca de 500 milhões de litros de etanol, além de comercializar energia renovável produzida a partir da queima de biomassa.

PS: Através da Assessoria de Impressa, a Rumo informou-nos após a publicação originária, que o terminal tem capacidade de carga de 45 mil toneladas diárias, com potencial para embarcar até três trens por dia e que, na parte rodoviária, a capacidade prevista é de até 300 caminhões/dia. Quanto à geração de empregos, foram 300 na construção e outros 50 na operação do terminal.

*Conteúdo originalmente publicado na Coluna .Inside de segunda-feira, 06/06/2022

É... Não teve jeito mesmo!

A principal artéria terrestre da região, tanto em volume de carga como em número de passageiros, sairá das mãos do governo estadual e será concedida à iniciativa privada, ou seja, para uma empresa.

Acaba de ser confirmado pelo governador Rodrigo Garcia (PSDB), ao final da manhã desta segunda-feira, 06, candidatíssimo ao Palácio dos Bandeirantes no pleito de outubro, que o Edital outorgante foi publicado no Diário Oficial do Estado de sábado, 04.

Obviamente, uma medida impopular e questionadíssima como essa vem ‘lustrada’ com quantificações vultosas, aptas a lubridiar (ou ao menos tentar) a população, indicando que, ao final, todos, principalmente os usuários da SP-310, sairão ganhando. Incluem-se neste rol a construção de uma 3ª faixa, a promessa de não instalação de pedágios...

Confira aqui todos os detalhes da nova concessão.

Homenagem póstuma

E o viaduto da Rumo que está sendo construído sobre a ferrovia e que ligará o Jardim Paulista ao São Gabriel, em Jales, receberá o nome do ex-delegado de Polícia Sebastião Biazi, que faleceu em março último, aos 70 anos, vitimado pela Covid-19. A homenagem foi aprovada pela Câmara.

Sem Moro e sem Tarcísio?

O Ministério Público Estadual (MPE-SP) está investigando, através de Inquérito Civil, a regularidade na mudança de domicílio do pré-candidato a governador Tarcísio de Freitas (Republicanos). Ele a alterou do Rio de Janeiro para São Paulo. O Psol também denuncia a mudança como irregular, similarmente ao que ocorreu com Sergio Moro (UB), barrado pela Justiça. A Assessoria de Imprensa de Tarcísio afirma que ele tem contrato de aluguel residencial em São José dos Campos e que a mudança foi legal.

Nova ‘Expedicionários’

Talvez, em termos de visibilidade, a principal intervenção urbanística do atual governo André Pessuto (UB) ocorrerá na Avenida Expedicionários, com a revitalização, recapeamento, paisagismo e alargamento da pista de rolamento da principal avenida de Fernandópolis. A obra está orçada em R$ 1,1 milhão e a licitação é prevista para o próximo dia 4.

Mais 138 comissionados

O Legislativo rio-pretense aprovou projeto do prefeito Edinho Araújo criando mais 138 cargos de livre nomeação no Executivo. Aproveitando a abertura da porteira, também foi liberado mais 609 funções gratificadas (exclusivas para servidores de carreira). Só neste restante de ano, o impacto financeiro bate nos R$ 20 milhões.

últimas