FORAGIDOS

‘Saidinha': 61 presos não retornam à penitenciária da região

‘Saidinha': 61 presos não retornam à penitenciária da região

No Centro de Ressocialização Feminina, todas retornaram na segunda-feira, dentro do prazo estabelecido

No Centro de Ressocialização Feminina, todas retornaram na segunda-feira, dentro do prazo estabelecido

Publicada há 1 mês

Da Redação

Dos 1,7 mil detentos liberados do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) Dr. Javert de Andrade, de Rio Preto, para saída temporária, 61 não retornaram. O levantamento foi divulgado na tarde desta terça-feira, 21, pela Justiça.

No dia 13 de junho, a Justiça liberou 1.730 presos para ficarem em liberdade provisória até segunda-feira, 20, durante o processo de reintegração social. Deste total, apenas 163 foram monitorados em tempo real por tornozeleiras eletrônicas.

Ao receber o direito à saída temporária, o preso deve fornecer um endereço da casa do familiar onde irá ficar nos dias de liberdade e não pode sair de lá no período noturno e nem frequentar locais com venda de bebidas alcoólicas.

Por lei, os detentos beneficiados tinham até as 16h de segunda-feira, para retornar às unidades prisionais. Por orientação da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), o levantamento de quantos voltaram foi feito após as 10h de terça-feira, 21, tempo necessário para receber informações sobre a reapresentação de detentos em outras prisões – isso ocorre quando o detento não tem dinheiro para voltar à cidade onde cumpre pena.

Mais “fugas”

Na região, outros quatro detentos de “saidinha” não retornaram às unidades prisionais, dois da Penitenciária e dois do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Riolândia. No Centro de Ressocialização Feminina (CRF) de Rio Preto, todas retornaram na segunda-feira, 20, dentro do prazo estabelecido.

 

últimas