LIMINAR

Justiça suspende concessão da gestão do AME e Lucy Montoro para Funfarme

Justiça suspende concessão da gestão do AME e Lucy Montoro para Funfarme

Com a liminar, a Fundação parou com os trabalhos de transição que realizava dentro do Ambulatório Médico de Especialidades de Fernandópolis

Com a liminar, a Fundação parou com os trabalhos de transição que realizava dentro do Ambulatório Médico de Especialidades de Fernandópolis

Publicada há 1 mês

Com a liminar, Fundação parou com os trabalhos de transição que realizava dentro do AME de Fernandópolis

Da Redação 

Na quinta-feira, dia 23, o juiz da 1ª Vara Civel de Fernandópolis Marcelo Bonavolonta concedeu liminar para suspender o ato da Secretaria Estadual da Saúde que outorgou a concessão da gestão do AME – Ambulatório Médico de Especialidades Dr. Osmar Almeida Luz e a Unidade de Reabilitação Lucy Montoro para Funfarme – Fundação Faculdade Regional de Medicina – que administra entre outras unidades o Hospital de Base.

Informações dão conta de que com a liminar, a Fundação parou com os trabalhos de transição que realizava dentro do Ambulatório Médico de Especialidades de Fernandópolis. A medida atende recurso da Santa Casa Fernandópolis. 

DESCLASSIFICAÇÃO 

Após a decisão da Secretaria Estadual de Saúde em homologar a concessão para a Funfarme, a provedoria/administração judicial da Santa Casa informou que iria recorrer da decisão por entender que Santa Casa havia apresentado as melhores propostas para a gestão das unidades. 

A Secretaria de Saúde alegou como motivo para a desclassificação que a Santa Casa não seria qualificada como Organização Social da Área da Saúde (OSS).

últimas